Arquivo da tag: Veículo Elétrico Latino-Americano

VEÍCULO ELÉTRICO LATINO-AMERICANO: Eletricz lança novos veículos elétricos portáteis e planeja crescer mais de 300% em 2019

Monociclo Parque do povo

A Eletricz, distribuidora com sede em São Paulo (SP), que já virou referência em veículos elétricos portáteis no País, é uma das principais atrações da feira “Veículo Elétrico Latino-Americano”, que acontece no Transamérica Expo Center, na capital paulista, entre os dias 1º e 3 de outubro. A Eletricz expõe no seu estande no evento toda a sua linha de produtos, que inclui vários modelos de monociclos elétricos, seu carro-chefe de vendas, e também uma variedade de patinetes e bicicletas elétricos. Dois produtos estão sendo lançados no evento: o Monociclo Elétrico KS 16X, da KingSong, e o Patinete Elétrico OXO, da Inokim.

“Mais do que vender produtos, queremos ajudar a promover a revolução da mobilidade urbana no Brasil, com as pessoas ganhando mais qualidade de vida por um custo muito menor na hora de se locomover. Já está acontecendo uma mudança de atitude do público consumidor”, explica Márcio Canzian, um dos sócios da Eletricz.  Existe hoje um movimento grande de pessoas que não querem mais possuir um carro, seja por economia, por perda de tempo no trânsito ou mesmo por questões ecológicas. Os veículos elétricos portáteis são ecologicamente amigáveis, pois não emitem gazes poluentes. “Estamos focados na mobilidade urbana. A ideia é fundir o uso desses veiculos elétricos portáteis com outros modais ou mesmo incentivar as pessoas a fazerem percursos inteiros com esses novos veículos”, conta Canzian.

No seu estande, a Eletricz apresenta diversas soluções para este cenário, com destaque para os lançamentos do Monociclo Elétrico KS 16X, da KingSong, e do Patinete Elétrico OXO, da Inokim, cujas vendas têm início já nesta semana. O Monociclo Elétrico KS 16X, por exemplo, é produzido pela KingSong, uma marca chinesa conhecida mundialmente, que já virou referência neste segmento, e é líder global na aprovação dos seus produtos. A Eletricz é distribuidora exclusiva da KingSong para o Brasil.

O lançamento do Monociclo Elétrico KS 16X é o mais aguardado do ano para este setor. A KingSong surpreendeu os entusiastas deste mercado ao apresentar um monociclo elétrico de altíssima performance com um design diferente de tudo que a empresa já havia desenvolvido. O modelo possui motor com 2.200 W de potência, que lhe garante uma velocidade máxima de 50 km/h com o máximo de conforto e segurança. Sua bateria de 1.554 W/h é capaz de proporcionar até 140 quilômetros de autonomia com uma só carga, sendo que seu recarregamento leva em torno de 14 horas com um carregador simples de 1,5 A. Mais detalhes sobre este produto no texto anexo. O modelo chega ao mercado com preço de R$ 13.311,00.

Já o Patinete Elétrico OXO é considerado o melhor patinete elétrico do mercado brasileiro. O modelo é fabricado pela marca israelense Inokim em sua fábrica na China e é considerado um modelo top de linha no segmento, com porte e desempenho superiores ao oferecidos pelos patinetes disponíveis nas ruas para locação. O Patinete Elétrico OXO conta com dois motores de 1000 W com poderosas baterias de lítio (um conjunto de motor/bateria em cada roda), prancha larga para melhor posicionamento dos pés e para garantir mais estabilidade e segurança durante a condução, suspensões ajustáveis, velocidade máxima de 65 km/h e outras inovações (veja mais detalhes no texto anexo). O produto está sendo lançado com preço de R$ 14.841,00.

Além disso, a Eletricz aproveita a feira para mostrar ao público outros 16 veículos elétricos, com diferentes características. Os destaques são cinco modelos de monociclos elétricos, todos da marca chinesa KingSong, com preços entre R$ 3.474,00 e R$ 14.490,00: Monociclos Elétricos KS 14M (R$ 3.474,00), KS 14D (R$ 4.491,00), KS 16S (R$ 6.741,00), KS 18L (R$ 10.791,00) e KS 18XL (R$ 14.940,00).

Juntamente com o novo Patinete Elétrico OXO, também estão expostos mais oito patinetes que já estão disponíveis no mercado nacional: Patinete Light Super 2 (com cinco unidades, em cores diferentes, com preço de R$ 6.255,00 cada um), Patinete Quick 3 (R$ 8.490,00), Patinete Mini 2 (R$ 4.990,00). Para completar, a distribuidora também expõe sua Mini Bicicleta Elétrica Eletricz EZ1 (R$ 5.391,00).

MERCADO EM CRESCIMENTO

A Eletricz foi fundada em julho de 2018 e, desde então, vem focando o seu trabalho no segmento de monociclos elétricos, que hoje respondem por 80% das suas vendas. Todos os monociclos elétricos vendidos no Brasil pela distribuidora são da marca KingSong. “É a marca mais respeitada do mundo quando o assunto é monociclo elétrico”,  garante Márcio Canzian.

O sucesso desses veículos no Brasil, e sobretudo no mercado internacional, se explica por vários motivos: são de fácil condução e armazenamento, são divertidos de serem pilotados, oferecem boa autonomia sem precisar de recarga e são leves, o que facilita o seu transporte quando não estão sendo utilizados (durante um percurso mais longo dentro do metrô, por exemplo).

O custo diário para se locomover com um monociclo elétrico também é irrisório. Segundo cálculos da Eletricz, considerando somente gastos com combustível (carro), passagens (transporte coletivo) e energia elétrica (carregamento da bateria do monociclo), o monociclo elétrico é 13 vezes mais barato que o automóvel e 17 vezes mais acessível que o transporte público. O custo para carregamento da bateria de um monociclo elétrico oscila um pouco, em função do modelo, mas representa algo em torno de R$ 9,00 por mês na conta de energia elétrica.

É por causa desse cenário que as vendas de monociclos e outros veículos elétricos portáteis não param de crescer, mesmo diante da crise econômica.  Em 2018, entre junho e dezembro, primeiro ano de operação da Eletricz, a distribuidora faturou R$ 700 mil, com a venda de 150 veículos elétricos portáteis (monociclos, patinete e bikes). Para este ano, a Eletricz já estima um faturamento de R$ 3 milhões até dezembro, com a comercialização de 600 veículos. Será um aumento de 328,5% no faturamento em apenas um ano. Até hoje, todas as vendas foram efetuadas em sua única loja física, instalada no bairro de Vila Nova Conceição, em São Paulo (SP), e também pela sua loja virtual (https://loja.eletricz.com.br).

FATURAMENTO DE R$ 5 MILHÕES NO PRÓXIMO ANO

“Para 2020, estamos sonhando ainda mais alto. A meta é atingir um faturamento de R$ 5 milhões e vender perto de 1.000 veículos”, planeja Canzian. Para atingir este objetivo, a distribuidora aposta numa maior visibilidade dos veículos elétricos portáteis diante do público consumidor brasileiro e também no lançamento de um novo modelo de negócios a partir do início do ano que vem. Já passa por estudos avançados a criação de uma franquia da marca, com lançamento e início de vendas previstos para os primeiros meses de 2020.

“Nosso trabalho é fortemente voltado para engajar pessoas para um novo propósito de vida, mais econômico, divertido e eco-friendly, e que tem nos produtos que comercializamos um meio para atingir esse objetivo. Por isso, acreditamos que apenas um local de experiências altamente especializado em promover os novos micro modais, com o perfil do nosso espaço atual, poderá ter sucesso. Isso inclui, por exemplo, um know-how de treinamento próprio da nossa operação, uma equipe “heavy user” dos nossos produtos e uma pista de test-drive exclusiva junto à loja”, explica Canzian, referindo-se à sua loja no bairro de Vila Nova Conceição, na capital paulista. “Com este modelo de negócio, esperamos, já em 2020, nomear oito novas lojas em cidades como Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Fortaleza. E queremos dobrar essa quantidade em 2021”, acrescenta.

Outra estratégia de vendas que faz sucesso é apostar em eventos de relacionamento com seu público-alvo. A Eletricz realiza circuitos por roteiros planejados (como o centro de São Paulo, entre outros) com a presença de instrutores experientes. São eventos que chegam a reunir até 60 pessoas e servem como oportunidade de interação com outros usuários de monociclos elétricos e treinamento para desenvolver suas habilidades de pilotagem com a supervisão dos instrutores.

De acordo com Márcio, o público dos monociclos elétricos é formado principalmente por homens acima de 30 anos, classes A/B, que trabalham, apresentam bom nível sócio-cultural, são viajados e capazes de entender que a adesão à mobilidade elétrica portátil é uma evolução sobre tudo o que eles faziam antes. São pessoas modernas, que gostam de tecnologia. “No mundo todo, a faixa etária que mais compra monociclos fica entre 30 e 50 anos”, acrescenta o empresário. Sobre o público feminino, ele representa cerca de 25% das vendas da Eletricz atualmente.

PRESS RELEASES COMPLETOS:
A Eletricz na Feira do Veículo Latino-Americano 2
Linha de produtos Eletricz2

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: