Arquivo da tag: moto2

Baldassarri conquista terceira vitória na Moto2 e motor Triumph continua batendo recordes

2
GP da Espanha: muita competitividade entre os pilotos na categoria Moto2, graças ao novo motor Triumph de 765 cc.

O piloto italiano Lorenzo Baldassarri continua se destacando bastante na categoria Moto2 na temporada de 2019, agora equipada com motores Triumph de 765 cc. No último domingo (dia 5 de maio), ele venceu a quarta etapa da categoria neste ano, o Grande Prêmio da Espanha, realizado no tradicional Circuito de Jerez, na cidade de Jerez de la Frontera. Foi a terceira vitória de Baldassari neste ano – ele já havia sido vitorioso no Qatar e na Argentina; enquanto o suíço Thomas Luthi ganhou a terceira etapa, no autódromo Circuito das Américas, na cidade de Austin, no Texas, nos Estados Unidos.

Baldassarri, líder do campeonato, estabeleceu um novo recorde de volta mais rápida para o circuito, sendo 0,9 segundos mais rápido que seu próprio recorde obtido em 2018. E ele não foi o único piloto a definir novos recordes: o espanhol Jorge Navarro, terceiro colocado na prova anterior, levou sua máquina Speed Up com motor Triumph à pole position com um novo recorde para a pista: quase 0,8 segundos mais veloz que o seu recorde anterior.

Na volta de abertura da corrida, um acidente envolvendo quatro motocicletas na saída da primeira curva exigiu bandeira vermelha e uma nova largada. O piloto espanhol Augusto Fernandez, em recuperação, que perdeu as primeiras duas corridas após cirurgia por uma fratura dupla no pulso, assumiu a liderança inicial logo à frente de Baldassarri, seu colega na equipe Flexbox HP40.

Por volta da metade de prova, Baldassarri assumiu a ponta e garantiu outra vitória importante, estendendo sua liderança no campeonato para os 17 pontos. O pole position Navarro batalhou muito, após cair para quinto na primeira volta, tendo que brigar com Fernandez e conquistando o segundo lugar na penúltima volta, subindo para o quarto lugar na classificação geral do campeonato.

Com os novos motores Triumph de 765 cc, a velocidade mais alta neste fim de semana foi obtida por três pilotos: Navarro, Xavi Vierge e Alex Marquez, todos chegando aos 251,1 km/h.

“Após quatro corridas da nossa primeira temporada na Moto2, as três vitórias iniciais de Lorenzo representam uma grande realização, especialmente considerando como a categoria está competitiva este ano. O fato de três pilotos estabelecerem a mesma velocidade máxima durante o fim de semana indica o nível de igualdade que buscamos e, o mais importante, sempre com corridas muito  acirradas. Com novos recordes de volta mais rápida e velocidade máxima estabelecidos neste fim de semana, o nível da categoria está incrivelmente alto e estamos contentes com a participação da Triumph em tornar este show ainda mais empolgante”, afirmou Steve Sargent, CPO da Triumph.

O motor de corrida Triumph Moto2 de 765 cc é um desenvolvimento da motocicleta de estrada Street Triple RS 765 cc (também vendida no Brasil), líder da sua categoria, que produz 140 cv de potência com o mesmo ronco visceral típico da marca inglesa.

A próxima etapa da Moto 2 será o Grande Prêmio da França, no dia 19 de maio.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 16 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES) e Várzea Grande (MT). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Moto2 – GP Jerez

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Tom Luthi e sua equipe conquistam primeira vitória na Moto2 em 2019

Moto2_05
Circuito das Américas, nos Estados Estados: mais uma vez o destaque foi a alta competitividade dos motores Triumph de 765 cc.

Neste último domingo, dia 14, foi realizada a terceira etapa da Moto2 no autódromo Circuito das Américas, localizado na cidade de Austin, no Texas, Estados Unidos. Apesar das chuvas, a prova foi marcada pela grande disputa entre os pilotos. Pela primeira vez na era de fornecimento de motores Triumph para a categoria, o vencedor foi o suíço Thomas Luthi – as duas corridas anteriores (no Qatar e na Argentina) foram vencidas pelo italiano Lorenzo Baldassarri. Em Austin, Luthi e seu companheiro da equipe Dynavolt Intact GP, o alemão Marcel Schrotter, dominaram outra corrida desafiadora da Moto2, em uma disputa incrivelmente acirrada. O espanhol Jorge Navarro também conquistou seu primeiro pódio na Moto2, terminando na terceira posição.

Schrotter, que iniciou o fim de semana em terceiro no campeonato, foi o mais rápido nas sessões da sexta-feira, à frente de Luthi, e ficou em primeiro para largar na pole position. Vencedor de duas provas e líder do campeonato, Lorenzo Baldassarri conseguiu qualificar-se apenas na 15ª posição em função das condições climáticas. O clima já havia afetado o ritmo de muitos pilotos quando a sessão foi cancelada devido às chuvas. Entretanto, a partir da largada, foi o espanhol Alex Marquez, pilotando para a equipe Marc VDS, que definiu o ritmo, pulando do segundo lugar no grid para a primeira posição, o que durou sete voltas. Na oitava volta, a dupla da Dynavolt mostrou sua força. Luthi, que já havia pulado para o segundo na primeira volta, assumiu a liderança e nunca mais olhou para trás.

A vitória de Luthi faz com que ele fique em terceiro no campeonato, enquanto Schrotter sobe para o segundo lugar, apenas três pontos atrás do líder Baldassarri, que não pontuou, devido a um acidente ainda na primeira volta. Após três corridas, os três primeiros pilotos na classificação geral da categoria estão separados por apenas cinco pontos. O piloto tailandês Somkiat Chantra, da Idemitsu, registrou a maior velocidade máxima deste fim de semana da Moto2, atingindo 291,77 km/h durante a FP1, o que fica ainda mais impressionante quando se compara o desempenho do motor de três cilindros e 765 cc da Triumph com os motores de quatro cilindros e 1000 cc da categoria da MotoGP e sua velocidade máxima de 346,81 km/h.

De fato, há muito apoio aos motores Triumph da Moto2 entre a elite da MotoGP. Marc Marquez, por exemplo, comentou sobre o fim de semana: “Podemos ver que chegam a 300 km/h no fim das retas. Acredito que será melhor [em comparação aos motores da temporada passada] porque é mais parecido com uma moto da MotoGP.” E Valentino Rossi completou: “O motor tem mais torque; o intervalo inferior é um pouco maior. Para mim, está em um ótimo nível.”

“Foi outro fim de semana de corridas incrível e estou muito satisfeito com o desempenho em uma pista com desafios tão únicos, incluindo a reta mais longa do calendário e vários pontos de frenagem pesada seguida de aceleração pesada na primeira marcha. O clima fez com que a preparação fosse difícil, com algumas equipes perdendo a FP3. Porém, o que vemos é um campeonato cada vez mais acirrado e um novo vencedor com um motor Triumph. Meus parabéns a Tom e à toda a equipe Dynavolt Intact! Também é muito gratificante ouvir tamanho apoio expresso pelos líderes da MotoGP que pilotam com os nossos motores, além da participação na Moto2, especialmente quando se trata da potência do nosso motor triplo de 765 cc, que está ajudando a tornar a Moto2 uma categoria ainda mais relevante e emocionante”, afirmou Steve Sargent, chefe de Produto da Triumph.

O motor de corrida Triumph Moto2 765 cc é um desenvolvimento da motocicleta de estrada Street Triple RS 765 cc (disponível no Brasil), líder da sua categoria que produz 140 cv de potência. Após três corridas no exterior, a Moto2 volta à Europa, no dia 5 de maio, para o Grande Prêmio da Espanha. no tradicional Circuito de Jerez, na cidade de Jerez de la Frontera.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 16 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES) e Várzea Grande (MT). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

VEJA O PRESS RELEASE COMPLETO:
Moto2 – GP Austin

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Triumph será fornecedora oficial de motores da Moto2 a partir de 2019

0O6A4648_Street Triple RS

Hoje, dia 3 de junho, a Triumph Motorcycles foi anunciada como fornecedora exclusiva de motores, a partir de 2019, para o Campeonato FIM Moto2 – uma das classes que integra o Campeonato Mundial de Motovelocidade, a mais importante competição de motocicletas do planeta. A fabricante inglesa assinou um contrato de três anos com a Dorna (detentora dos direitos comerciais da competição) para fornecer um motor Triumph de três cilindros com 765 cc, baseado no novíssimo propulsor que equipará a nova Street Triple 2017 – motocicleta que chegará ao mercado brasileiro em agosto deste ano. O novo motor é um desenvolvimento significativo do vitorioso motor Daytona 675R, que possibilitou a vitória desta esportiva em provas como “Isle of Man TT”, “Daytona 200” e “British Supersports” em 2014 e 2015.

VEJA O PRESS RELEASE COMPLETO:
Triumph na Moto2 em 2019

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: