Arquivo da tag: higienebucal

Apreenda como escolher a pasta de dente ideal e a melhor escova para o seu perfil de usuário

como-escolher-pasta-de-dente
A pasta de dente certa? Algumas pessoas, por exemplo, apresentam particularidades em sua saúde bucal, exigindo uma pasta dental específica.

Você vai à farmácia ou ao supermercado e encontra uma infinidade de marcas e tipos diferentes de pastas e escovas de dentes. Como escolher as melhores para o seu perfil? A primeira dica é: esqueça a influência da publicidade. Entenda que cada pessoa tem uma necessidade específica e, sendo assim, você precisa escolher um produto que atenda à sua necessidade. Saiba o que os seus dentes realmente precisam. A melhor forma de descobrir isso é perguntando diretamente ao seu dentista. A Cirurgião-Dentista Dra. Valeska Roverso Correa, diretora da Clínica Fast Odonto, pode ajudá-lo nessa escolha.

Algumas pessoas, por exemplo, apresentam particularidades em sua saúde bucal, exigindo uma pasta dental específica. É o caso, por exemplo, de quem apresenta doença periodontal, sensibilidade dentária ou faz uso de prótese. Confira algumas dicas da profissional:

O flúor é importante?

O flúor é um nutriente fundamental para os dentes e que é pouco encontrado na alimentação. Por isso, os cremes dentais devem ser enriquecidos com esse mineral para que o esmalte dentário seja fortalecido e ajude na proteção contra as cáries. Mas lembre-se que ingestão de grandes quantidades de pasta de dente com flúor é tóxico. O ideal é escolher um creme dental que tenha pelo menos 1.000 ppm (partes por milhão) de flúor. Note que, nesse caso, não é de fato importante o valor ou a marca do produto escolhido. Afinal, esses não são fatores que determinam qual é a melhor pasta de dente. Esteja mais atento à sua composição do que a qualquer outro fator. Vale lembrar que, para as crianças acima de dois anos de idade, essa concentração de flúor deve ser a mesma. Isso varia somente para bebês e crianças menores de dois anos, que ainda não compreendem que não se deve engolir a pasta de dente e têm dificuldade para cuspir.

Vale a pena investir em cremes clareadores?

Muita gente compra os cremes dentais que se denominam clareadores acreditando que eles eliminarão o amarelado dos dentes. No entanto, isso é um mito que pode frustrar muitos consumidores. Os cremes clareadores apenas ajudam a diminuir manchas causadas pelos alimentos. Eles não clareiam o tom dos dentes. A sua ação se restringe à superfície do esmalte dentário e não oferecem o mesmo efeito dos tratamentos dos dentistas. Outro ponto importante a se considerar é que esses cremes dentais podem ser muito abrasivos ou conter substâncias que agridem o esmalte dentário. Nos dois casos, o uso prolongado pode ocasionar sensibilidade.

Dicas para as crianças

As necessidades da saúde bucal das crianças são as mesmas do que as dos adultos. Isso porque os dentes de leite requerem os mesmos cuidados, sendo assim, a melhor pasta de dente para elas é aquela que contém, pelo menos, a quantidade mínima de flúor. Os cremes dentais infantis com sabor e que trazem temas de personagens são uma boa alternativa para que a criança não rejeite os cuidados com a higiene. Afinal, pode ser difícil acostumá-la a usar os cremes dentais adultos, que costumam ter um sabor mais forte. Para evitar que a criança ingira muito flúor ao escovar os dentes, o ideal é que seja utilizada uma quantidade de pasta equivalente à metade do tamanho de um grão de arroz cru. Assim, mesmo que a criança ainda não saiba cuspir e engula um pouco do produto, isso não lhe fará mal.

Doenças periodontais

Existem pastas de dente que são indicadas para tratar problemas que acometem os tecidos gengivais. Nesse caso, elas atuam como um medicamento, além de realizarem a limpeza dos dentes. Sua função é combater micro-organismos que estejam causando inflamações nas gengivas. Mas, embora sejam benéficas para a saúde bucal, assim como todo remédio, devem ser utilizadas apenas por um período. A melhor pasta de dente nesses casos deve ser indicada pelo profissional, em função da necessidade de cada paciente. O importante é que você saiba que não deve fazer uso contínuo desse tipo de creme dental, porque ele pode trazer efeitos colaterais como manchas e escurecimento do esmalte.

Dentes sensíveis

Pessoas que sofrem com sensibilidade dentária são significativamente beneficiadas com o uso do creme dental que ajuda a reduzir esse problema. Esses produtos podem ser comprados sem receita e não apresentam risco para a saúde bucal. Se esse for o seu caso, basta escolher uma pasta que tenha essa propriedade de formar uma camada protetora sobre o esmalte. Mas não se esqueça de que esse creme também deve conter flúor e realizar uma boa limpeza. Se você quiser escolher a melhor pasta de dente para sensibilidade, peça a indicação do seu dentista para que ele avalie o seu caso com mais cautela e indique aquela ideal para você.

Reparação do esmalte

Existem cremes dentais com ação reparadora. Esse tipo de produto é rico em substâncias que ajudam a remineralizar o esmalte dentário, favorecendo a reconstrução desse tecido quando ele está enfraquecido ou danificado. Mas a ação dessa pasta é apenas um auxílio para reforçar os dentes, combatendo o desgaste causado pela erosão ácida e outros danos e agressões. Porém, ao mesmo tempo, é necessário manter o acompanhamento com o dentista, para que ele possa realizar outros tratamentos e intervenções. Não se esqueça de que, assim como nos outros casos, é importante escolher um creme dental que seja rico em flúor e realize uma limpeza eficaz.

Mas e quanto às escovas?

 

escovas-de-dente
Há uma boa variedade de escolhas no mercado, com características bem distintas.

Você sabe escolher a melhor escova de dentes de acordo com a sua faixa etária e suas necessidades específicas? A Dra. Valeska Roverso Correa dá algumas dicas importantes:

Faixa etária e necessidades específicas

É preciso observar a escova ideal para cada idade, de acordo com a recomendação na embalagem. Pessoas que utilizam aparelhos ortodônticos, que possuem implantes dentais ou próteses odontológicas podem necessitar de escovas especiais. Assim como, em casos de pós-cirurgia oral e utilização de próteses removíveis, o uso de escovas adequadas pode ser necessário.

Prefira as cerdas macias

Salvo recomendações expressas de um dentista, deve-se usar escovas dentais com cerdas macias ou extramacias para evitar o desgaste do esmalte dental ou traumatismos nas gengivas, que podem gerar quadros de hipersensibilidade e dor. Porém, no caso do sorriso ser composto por uma prótese dentária, o acessório precisa ser higienizado especialmente com uma escova de cerdas mais duras.

Formato da escova

Muita gente não percebe, mas o formato da escova conta muito na hora da higiene, principalmente quando se trata da cabeça da ferramenta. Se você é o tipo de paciente que manteve os sisos ou tem a abertura da boca limitada, precisa comprar o utensílio de cabeça pequena e arredondada. Assim é possível alcançar as áreas mais escondidas da boca durante a higiene e acabar com todo o excesso de placa nesses locais. Agora, se o seu sorriso não tiver nenhuma dessas exceções, pode optar por uma escova com cabeça maior.

Escovas elétricas

Estas têm sido indicadas a pacientes que tenham algum tipo de dificuldade motora para realizar a escovação e, especialmente, a pessoas idosas que tenham alto risco às cáries radiculares e também à doença periodontal. O uso da escova elétrica, nesses casos, serve de estímulo para que o paciente mantenha sua saúde bucal mesmo tendo dificuldades motoras.

E não é só isso:

Depois de comprar a escova certa para o seu perfil, também fique atento a essa dicas:

  • As escovas devem ser substituídas, no mínimo, a cada 3 meses.
  • Recomenda-se três escovações diárias. A mais importante e que merece maior atenção, porém, é a da noite, antes de dormir, com a utilização de fio dental e posterior escovação mais cuidadosa. Recomenda-se que o processo dure em torno de 10 minutos.

Blog “Fim do Pânico de Dentista”

Para ter mais dicas da Cirurgiã-Dentista Dra. Valeska Roverso Correa e conhecer o seu exclusivo método de tratamento dentário sob sedação, acesse o blog “Fim do Pânico de Dentista“, desenvolvido totalmente pela g6 Comunicação.