Arquivo da tag: feijoada

OPINIÃO: Dona Naná, um lugar acolhedor para se comer bem por um por um preço justo no Campo Belo

No último sábado (29 de junho) fomos eu e meu filho provar a feijoada do restaurante Dona Naná (R$ 39,50 por pessoa), na Avenida República do Iraque, 1298, no coração do Campo Belo. Logo que você entra no restaurante, a chance é muito grande de ser recebido diretamente pelos seus simpáticos proprietários: Rosely Sena e seu marido Rogério Carneiro. Rosely, sempre sorrindo, acaba tomando a frente para falar com muito carinho e orgulho do seu restaurante, que trabalha com ingredientes da tradicional cozinha mineira, mas unindo seus sabores e proposta ao estilo mais contemporâneo de São Paulo, embora sem perder sua deliciosa personalidade mineira. Ela fala dos pratos, da sua equipe, da sua preocupação da servir com qualidade.

Restaurante Dona Naná (5)

Sua proposta é oferecer uma comida caseira de qualidade, diversificada e fiel à proposta de culinária mineira aos clientes. A feijoada está presente às quartas-feiras e sábados no buffet (que funciona todos os dias, inclusive aos domingos), é bem saborosa, mas não é o prato principal. E é simples entender o motivo: no último sábado foram servidos 33 pratos quentes, 20 pratos frios e nove sobremesas aos clientes, incluindo sua feijoada. É tanta coisa gostosa que a feijoada, apesar da qualidade, precisa competir com muitas outras delícias. Meu filho nem provou a feijoada e adorou o restaurante! O Feijão Tropeiro da casa, por exemplo, é simplesmente maravilhoso.

As opções deste último sábado incluíam pratos quentes deliciosos, seguindo a irresistível culinária mineira, como Cupim Assado na Cerveja, Flores de Galeto com Molho de Cebola, Escondidinho de Mandioca e até Espaguete. Quer mais? Também tem mesa de saladas, com várias opções, e uma tentadora mesa de sobremesas com delícias (muitas delas, tipicamente mineiras) como Pudim de Leite, Doce de Jaca, Doce de Melancia e Doce de Abóbora, entre outras. Já nos domingos, o buffet ganha algumas opções ainda mais especiais, como Rabada com Agrião,  Costelinha na Rapadura, Língua no Molho de Vinho e Fraldinha na Cerveja.

Tudo é muito bem feito no restaurante. A comida é fresca. Os garçons são simpáticos, rápidos e prestativos, o ambiente é agradável. Rapidamente, os garçons lhe oferecem alguns itens especiais que constam do cardápio do dia, mas não estão na mesa de buffet, como pastel de queijo e ovo frito. Aceito o ovo frito e não me arrependo.

O ambiente da casa é formado, basicamente, por casais e por famílias com crianças, e isso garante uma certa tranquilidade e conforto ao almoço. Definitivamente, o Dona Naná não é a melhor opção para quem busca um “almoço-balada”, com um grupo de samba tocando ao fundo.  Não é o perfil da casa, e seus clientes agradecem por isso. A contrário, é um restaurante honesto, bem conduzido por seus proprietários e com uma comida que realmente oferece qualidade e uma grande diversidade de opções.

VALE A PENA A VISITA!

SOBRE O CAMPO BELO

Cercado por outras regiões nobres, como Brooklin, Moema e Vila Mascote, o Campo Belo é um bairro tranquilo, predominantemente residencial, com a maioria das suas ruas calmas e arborizadas e, ao mesmo tempo, é um forte polo gastronômico da cidade – ainda muito pouco conhecido pelos moradores de outros bairros e regiões da capital. O Campo Belo reúne hoje, num espaço relativamente pequeno, separado por poucas quadras, mais de 80 estabelecimentos gastronômicos agradáveis, divertidos, originais, intimistas, badalados, surpreendentes, curiosos, musicais, românticos, agitados, descolados, charmosos – incluindo mais de 20 bares (vários com música ao vivo), mais de 30 restaurantes de diversas nacionalidades e especialidades (de churrascarias a vegetarianos, de peruano a mexicano), pelo menos sete pizzarias e cinco hamburguerias, seis padarias sofisticadas, cafés, docerias e sorveterias. O Campo Belo tem acesso muito fácil pelas avenidas Santo Amaro, Vereador José Diniz, Jornalista Roberto Marinho e Washington Luís e ainda fica muito próximo de duas estações do metrô (Eucaliptos e Campo Belo, ambas da Linha 5 – Lilás).

Para informações sobre a gastronomia da região, acesse a página “Bares e Gastronomia do Campo Belo”:

www.facebook.com/baresegastronomiadocampobelo.

SERVIÇO

Dona Naná Gastronomia Mineira
Avenida República do Iraque, 1298
Fone: 4561-4777
Abre todos os dias, apenas no almoço
Horários: de segunda a sexta, das 12h às 15h
Sábados, domingos e feriados: das 12h às 16h
Preços por pessoa: R$ 28,50 (segunda a sexta) e R$ 39,50 (sábados, domingos e feriados)

PRESS RELEASE COMPLETO:
Dona Naná

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Innominato volta a preparar a saborosa feijoada para aquecer os dias frios

Com a chegada dos dias frios o Innominato Osteria volta a oferecer aos clientes sua tradicional e suculenta feijoada completa. A casa, comandada pelo proprietário e chef Paulo Zan, oferece o prato às quartas-feiras e sábados.
“Inicialmente não abríamos aos sábados na hora do almoço, mas devido ao pedido de clientes que frequentavam a casa às quartas-feiras, apreciavam a feijoada e queriam trazer as famílias para experimentá-la, passamos a oferecê-la aos sábados, durante todo o outono e inverno. Hoje, além da feijoada, oferecemos também aos sábados os pratos tradicionais do restaurante”, explica o chef.

VEJA O PRESS RELEASE COMPLETO:
Feijoada Innominato

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: