Arquivo da tag: dani scarpelli

Boteco Vai de Vinho aposta na constante renovação dos seus vinhos para conquistar o seu público

Vinho tinto argentino Cara Sucia
Vinho tinto argentino Cara Sucia: um dos rótulos que mais agradou – e surpreendeu – a sommellier Dani Scarpelli, dona do Boteco Vai de Vinho, nos últimos tempos.

Única casa especializada em vinhos instalada desde março no bairro do Campo Belo, em São Paulo (SP), o Boteco Vai de Vinho, criado pela sommelier e youtuber Dani Scarpelli, aposta na constante renovação dos rótulos disponíveis para o seu público para se manter atraente para os clientes e seguir sendo referência dentro do tema “vinhos” na região. O boteco oferece boa variedade da bebida, com cerca de 30 rótulos, de 10 países e de diversos estilos, uvas e preços, sempre pesquisados cuidadosamente pela própria Dani – entre vinhos tinto, branco, rosé, suave, de sobremesa e até espumante. As garrafas custam entre R$ 65,00 e R$ 200,00, enquanto as taças saem na faixa entre R$ 12,00 e R$ 45,00. Mas, todos os meses, chegam boas novidades garimpadas por Dani Scarpelli.

Você já tomou um vinho produzido pela República da Eslovénia, um pequeno país do Leste Europeu que teve origem na antiga Iugoslávia? Pois saiba que o Boteco Vai de Vinho acaba de introduzir em seu cardápio mais um vinho dessa região, produzido pela Puklavec Family Wines, uma vinícola familiar criada em 1934 que hoje é a maior produtora de vinhos do país e já começa a ganhar destaque também no mercado internacional. A novidade que chegou agora ao Vai de Vinho é o Puklavec Family Wines Rosé Pinot Noir (R$ 130,00), um vinho que harmoniza muito bem com aves, peixes, saladas e carnes suínas e é ideal para tomar nestes dias mais quentes, especialmente antes das refeições.

“Tomar um vinho de uma região tão distante é praticamente uma viagem ao solo daquela região, ao clima do lugar, especialmente quando pensamos num lugar com tanta história e tanta cultura. É tomar aquela paisagem da época em que as uvas estiveram lá”, afirma Dani Scarpelli. “Tomar esse vinho é como mergulhar em uma piscina de frutinhas vermelhas e pétalas de rosas! Foi assim que me senti ao primeiro gole do Puklavec Family Wines Rosé Pinot Noir, produzido no terroir surpreendente da Eslovénia. Que frescor! Que momento agradável! O aroma inclui morangos e um toque de rosas, com aquelas que ficam na geladeira da floricultura”, empolga-se Dani.

Outra novidade que já vem fazendo sucesso no Vai de Vinho é o argentino Cara Sucia (R$ 117,00). “Como traduzir em palavras um dos vinhos que mais gostei de provar ultimamente?”, diz Dani. Os vinhos Cara Sucia são um projeto dos irmãos Durigutti que produzem no leste de Mendoza, em Rivadavia, numa bodega inicialmente criada em 1959 e comprada por eles em 2008. Hoje, eles produzem lá cerca de 2 milhões de litros dos seus vinhos. Seus vinhos são muito premiados pela crítica internacional do mundo todo. Talvez por isso, eles se dêem ao luxo de aproveitar uvas pouco conhecidas e, sobretudo, pouco valorizadas. Mas os resultados são incríveis.

“Eles produzem numa região não muito pop, mas com vinhedos antigos e orgânicos. Uma volta às origens com uma pegada ‘modernosa’ temos aqui. É um vinho tinto com um blend surpreendente de uvas, como Bonarda,  Syrah, Sangiovesi, Barbera, Buodinamico, Cardinale e Beiquiñol, que fazem dele uma bebida feliz, alegre, divertida.  No nariz, muita fruta fresca e interessantíssimos aromas de ervas como alecrim”, avalia a proprietário do Boteco Vai de Vinho. E tem mais. “Na boca, ele é festa pura, uma seda, muito fresco, agradável. O Cara Sucia é fermentando em ovos de cimento, tipo como fermentavam em ânforas de barro, 100% orgânico, sem filtragem e com a mínima intervenção do enólogo. Aqui quem manda são as uvas!”, acrescenta Dani.  “Eu tô apaixonada pelo Cara Sucia. Esse vinho é a minha cara”.

SOBRE O BOTECO VAI DE VINHO

O Vai de Vinho foi inaugurado em março (na Rua João de Souza, 377), ao lado da deliciosa pizzaria Autêntico Gusto. Montado em um sobrado aconchegante. O boteco acomoda apenas 28 pessoas sentadas em seus três ambientes (Deck, Bistrô na calçada e balcão), e esse perfil colabora para a atmosfera intimista e descolada da casa. A proprietária, Dani Scarpelli, está lá todas as noites, de terça-feira a sábado, das 18h00 à 01h00, dando dicas de harmonização e conversando sobre o universo dos vinhos com os clientes interessados. A casa tem uma promoção muito interessante para quem gosta da versatilidade de comprar vinhos em taças e, com isso, poder provar diferentes rótulos num mesmo dia. Todas as noites, de terça a sexta-feira, acontece o “Happy Wine” das 18h às 20h. Neste horário, as taças de diversos vinhos tinto e branco são vendidas por preços especiais – apenas R$ 10,00 cada taça. “E não são qualquer vinho não. São bons vinhos escolhidos com muito carinho por mim, especialmente para esta promoção”, diz Scarpelli. Outra atração divertida do boteco para quem gosta de pedir vinho em taça é a sofisticada Enomatic, uma máquina na qual o vinho fica preservado na temperatura ideal, com preços que oscilam entre R$ 22,00 e R$ 45,00 cada taça.

SOBRE O CAMPO BELO

Cercado por outras regiões nobres, como Brooklin, Moema e Vila Mascote, o Campo Belo é um bairro tranquilo, predominantemente residencial, com a maioria das suas ruas calmas e arborizadas e, ao mesmo tempo, é um forte polo gastronômico da cidade – ainda muito pouco conhecido pelos moradores de outros bairros e regiões da capital. O Campo Belo reúne hoje, num espaço relativamente pequeno, separado por poucas quadras, mais de 80 estabelecimentos gastronômicos agradáveis, divertidos, originais, intimistas, badalados, surpreendentes, curiosos, musicais, românticos, agitados, descolados, charmosos – incluindo mais de 20 bares (vários com música ao vivo), mais de 30 restaurantes de diversas nacionalidades e especialidades (de churrascarias a vegetarianos, de peruano a mexicano), pelo menos sete pizzarias e cinco hamburguerias, seis padarias sofisticadas, cafés, docerias e sorveterias. O Campo Belo tem acesso muito fácil pelas avenidas Santo Amaro, Vereador José Diniz, Jornalista Roberto Marinho e Washington Luís e ainda fica muito próximo de duas estações do metrô (Eucaliptos e Campo Belo, ambas da Linha 5 – Lilás).

Para informações sobre a gastronomia da região, acesse a página “Bares e Gastronomia do Campo Belo”: www.facebook.com/baresegastronomiadocampobelo.

VEJA O PRESS RELEASE COMPLETO:
Novos (e bons) vinho no boteco Vai de Vinho

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Vai de Vinho: um bar charmoso especializado em vinhos inaugurado recentemente na região

Sim, muitos ainda não sabem, mas o Campo Belo já conta com um pequeno e charmoso bar especializado em vinhos. É o Vai de Vinho, inaugurado em março (na Rua João de Souza, 377), ao lado da deliciosa pizzaria Autêntico Gusto. Montado em um sobrado aconchegante, o Vai de Vinho é um boteco criado pela sommelier e youtuber Dani Scarpelli, que mantém o canal “Vai de Vinho” no YouTube. O boteco acomoda apenas 28 pessoas sentadas em seus três ambientes (Deck, Bistrô na calçada e balcão), e esse perfil colabora para a atmosfera intimista e descolada da casa. A proprietária, Dani Scarpelli, está lá todas as noites, de terça-feira a sábado, das 18h00 à 01h00, dando dicas de harmonização e conversando sobre o universo dos vinhos com os clientes interessados.

Dani Scarpelli, dona do boteco Vai de Vinho, é sommelier e youtuber; ela mesmo escolhe os vinhos que são oferecidos no seu bar.

“Meu objetivo com o bar é mostrar que o vinho é para todos, que a frescura em volta do vinho, o esnobismo de algumas pessoas de achar que vinho bom é vinho caro não pode afastar a pessoa que realmente aprecia esta bebida ou que está entrando neste mundo agora. No Vai de Vinho, nossa proposta não é ter super vinhos, é ter o vinho do dia a dia que cabe no bolso e no gosto do cliente”, explica Dani Scarpelli.

Por isso mesmo, o bar oferece boa variedade da bebida, com cerca de 30 rótulos, de 10 países e de diversos estilos, uvas e preços, sempre pesquisados cuidadosamente pela própria Dani – entre vinhos tinto, branco, rosé, suave, de sobremesa e até espumante. As garrafas custam entre R$ 65,00 e R$ 200,00, enquanto as taças saem na faixa entre R$ 12,00 e R$ 45,00.  Mas a casa tem uma promoção muito interessante para quem gosta da versatilidade de comprar vinhos em taças e, com isso, poder provar diferentes rótulos num mesmo dia. Todas as noites, de terça a sexta-feira, acontece o “Happy Wine” das 18h às 20h. Neste horário, as taças de diversos vinhos tinto e branco são vendidos por preços especiais – apenas R$ 10,00 cada taça. “E não são qualquer vinho não. São bons vinhos escolhidos com muito carinho por mim, especialmente para esta promoção”, diz Scarpelli. Outra atração divertida do boteco para quem gosta de pedir vinho em taça é a sofisticada Enomatic, uma máquina na qual o vinho fica preservado na temperatura ideal, com preços que oscilam entre R$ 22,00 e R$ 45,00 cada taça.

Para acompanhar a bebida, a casa oferece alguns petiscos, como Potinho de Queijo (Ermental, Gorgonzola e Parmesão), a R$ 20,00, Mix de Castanhas, a R$ 18,00, e Doritos, a R$ 7,00. Além disso, a cada 15 dias, no almoço de sábado, Dani promove um evento especial chamado “Comidinha da Mamãe”. São pratos realmente caseiros, feitos pela mãe dela. Cada dia é uma opção diferente. “São comidinhas com gostinho de comidinha de mãe que fazem sucesso junto ao nosso público. Já tivemos opções como Strogonoff, Caldo Verde, Capeletti in Brodo e Escondidinho de Mandioquinha. Todos devidamente harmonizados com vinhos que temos em estoque”, acrescenta ela. O prato custa R$ 45,00 por pessoa e o próximo dia da promoção será sábado da outra semana, dia 29 de junho, a partir das 12h00. Além disso, uma inovação da casa é permitir que os clientes que estejam consumindo vinho possam chamar comida por aplicativos como iFood, Uber Eats ou Rappi sem precisar pagar nenhuma taxa para a casa.

SOBRE O CAMPO BELO

Cercado por outras regiões nobres, como Brooklin, Moema e Vila Mascote, o Campo Belo é um bairro tranquilo, predominantemente residencial, com a maioria das suas ruas calmas e arborizadas e, ao mesmo tempo, é um forte polo gastronômico da cidade – ainda muito pouco conhecido pelos moradores de outros bairros e regiões da capital. O Campo Belo reúne hoje, num espaço relativamente pequeno, separado por poucas quadras, mais de 80 estabelecimentos gastronômicos agradáveis, divertidos, originais, intimistas, badalados, surpreendentes, curiosos, musicais, românticos, agitados, descolados, charmosos – incluindo mais de 20 bares (vários com música ao vivo), mais de 30 restaurantes de diversas nacionalidades e especialidades (de churrascarias a vegetarianos, de peruano a mexicano), pelo menos sete pizzarias e cinco hamburguerias, seis padarias sofisticadas, cafés, docerias e sorveterias. O Campo Belo tem acesso muito fácil pelas avenidas Santo Amaro, Vereador José Diniz, Jornalista Roberto Marinho e Washington Luís e ainda fica muito próximo de duas estações do metrô (Eucaliptos e Campo Belo, ambas da Linha 5 – Lilás).

Para informações sobre a gastronomia da região, acesse a página “Bares e Gastronomia do Campo Belo”: www.facebook.com/baresegastronomiadocampobelo.

SERVIÇO
Bar Vai de Vinho
Rua João de Souza, 377
Fone: 5542-0326

PRESS RELEASE COMPLETO:
Vai de Vinho

FOTOS: