Arquivo da tag: competição de motos

Triumph fornecerá os motores da Moto2 por mais três anos

Moto2
Triumph seguirá fornecendo os motores da Moto2 por mais três anos, de 2022 a 2024.

A Triumph Motorcycles continuará fornecendo, com exclusividade, seus motores de três cilindros de 765 cc, recordistas, para o Campeonato Mundial FIM de Moto2 por mais três temporadas, de 2022 a 2024. Desde o início da temporada de 2019, a Triumph fornece para todas as equipes desta categoria seus motores triplos de 765 cc, ajustados para as pistas de competição, mas baseados no motor da Street Triple RS, líder do seu segmento.

Com desenvolvimentos tecnológicos importantes, esse motor oferece mais força aos pilotos e é capaz de oferecer um pico de potência de mais de 140 cv – o que representa um aumento de mais de 17% sobre o motor original que equipa a motocicleta de rua comercializada para os consumidores. Este motor de 765 cc trouxe para a Moto2 um muito bem-vindo aumento de potência, transformando o desempenho e o nível da competição.

Seguindo a intenção da Dorna (promotora da competição) de aproximar a categoria Moto2 do MotoGP, os aumentos de potência e torque, combinados com um pacote eletrônico mais avançado, forneceram um campo de treinamento e desenvolvimento mais relevante, ao mesmo tempo melhorando a corrida em geral por seu próprio mérito.

Nos últimos dois anos, os competidores da Moto2 conquistaram pódios e vitórias nas primeiras temporadas na classe de destaque do MotoGP: Alex Márquez, Campeão Mundial de Moto2 de 2019, conseguiu dois segundos lugares em 2020, com o rival pelo título, Brad Binder, tendo uma vitória também em 2020 e mais recentemente na Áustria, em 2021. Jorge Martin obteve a sua primeira vitória na Moto2 em 2020, seguida um ano depois por sua primeira vitória no MotoGP e mais dois pódios em 2021. Estes resultados incríveis provam como a Moto2 se tornou o trampolim natural para a MotoGP que a Dorna imaginou.

Redefinindo a categoria, recordes sucessivos começaram a ser batidos. Além de 14 vencedores de corridas diferentes desde 2019, ocorreram recordes de voltas em 34 eventos, incluindo recordes que foram batidos e quebrados novamente ano após ano, além da primeira velocidade máxima de 300 km/h para uma máquina de Moto2. O recorde permanece em 301,8 km/h, em Phillip Island, na Austrália.

Refletindo sobre esses grandes sucessos, o feedback maravilhoso e as parcerias que a Triumph desenvolveu com os pilotos e suas equipes, e a incrível resposta dos fãs do Triumph em todo o mundo, a fabricante inglesa, em parceria com a Dorna e com o apoio contínuo da Externpro (empresa responsável pela manutenção do motor da Moto2), decidiu estender esse relacionamento e assinar um novo contrato para mais três anos de competição.

“A Moto2 tem sido o ambiente perfeito para demonstrar e provar a confiabilidade e as vantagens de desempenho dos nossos motores triplos, com os 20 melhores tempos de qualificação ocorrendo de forma consistente com um segundo de diferença. Isso não só aumentou o nosso perfil e credibilidade no cenário mundial, como para mim o sucesso da Moto2 também foi um catalisador incrível, reacendendo nas motos Triumph a paixão por competir. Estou muito feliz por ter desempenhado um papel nesta atividade marcante para a Triumph e animado para ver a extensão por mais três temporadas. Estamos empenhados em fornecer novas melhorias ao desempenho dos motores, que certamente serão apreciadas tanto por pilotos como por equipes”, afirmou Steve Sargent, Diretor de Produtos da Triumph Motorcycles.

“Nossos primeiros anos juntos foram um sucesso maravilhoso e eu gostaria de agradecer à Triumph por sua ajuda e trabalho árduo ao longo desses primeiros três anos – especialmente durante a pandemia. FIM, IRTA e Dorna estão felizes com os resultados que este projeto mostrou, validando a consistência dos passos entre a Moto3, Moto2 e MotoGP. Estamos satisfeitos com a parceria e esperamos mais três anos emocionantes juntos”, informou Carlos Ezpeleta, Diretor Administrativo de Esportes da Dorna.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 21 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), São José do Rio Preto (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Campo Grande (MS) e Natal (RN).

A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles comemora 119 anos de fabricação em 2021. É uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em outros mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 3,5 bilhões e suas vendas no varejo superaram as 75.000 unidades no exercício financeiro de 2021.

No mundo todo, a Triumph possui cerca de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários. A Triumph possui fábricas em Hinckley, Leicestershire (Inglaterra), e na Tailândia, além de instalações de CKD no Brasil e na Índia. A Triumph está sediada há mais de três décadas em Hinckley e produziu motos icônicas que misturam perfeitamente um projeto autêntico, personalidade, carisma e desempenho.

Este foco, inovação e paixão pela engenharia criaram hoje uma ampla variedade de motocicletas, adequadas para todos os motociclistas, incluindo a nova e impressionante Trident 660, a líder do segmento Tiger 900, a transcontinental Tiger 1200, a roadster com o maior motor produzido em série do mundo Rocket 3 R, a esportiva de alto desempenho Street Triple 765 RS, a imponente Scrambler 1200, e a lendária família Bonneville, incluindo a Bonneville Bobber, Street Twin, Street Scrambler, Speed Twin, e as icônicas Bonneville T120 e T100.

A Triumph Bonneville, notoriamente famosa por comemorar o recorde de velocidade terrestre da Triumph em 1956 em Bonneville Salt Flats, Utah (Estados Unidos), foi uma supermoto britânica original e vencedora de corridas, escolhida por motociclistas famosos do passado por sua ciclística, estilo e características lendárias. Atualizada com ainda mais desempenho e estilo icônico, combinados com a tecnologia voltada para o piloto moderno, a nova família Bonneville torna-se, na atualidade, a autêntica escolha clássica moderna.

A Triumph possui um glorioso histórico em corridas, competindo e vencendo disputas em praticamente todas as categorias e modalidades do motociclismo esportivo. Desde a vitória do segundo TT da Ilha de Man, em 1908, passando pelo domínio das estradas e das pistas na Europa e na América nos anos 1960, até as conquistas de corridas recentes com a Triumph de 675 cc triplamente motorizada na vitória do Daytona 200, em 2014, a vitória do Supersports TT da Ilha de Man, de 2014, os títulos dos Supersports britânicos de 2014 e 2015, as corridas do World SuperSport, e, em 2019, com mais uma vitória no TT da Supersports da Ilha de Man, com Peter Hickman.

A lendária história da Triumph nas corridas continua com o fornecimento exclusivo de motores para o Campeonato Mundial de Moto2, desde o início da temporada de 2019. A Triumph fornece para todas as equipes o seu motor triplo de 765 cc ajustado para corridas, baseado no motor da Street Triple RS, líder da categoria. Ao redefinir a classe e quebrar recorde após recorde no ano inaugural, incluindo a primeira velocidade máxima da Moto2 superior a 300 km/h, a temporada de 2020 ficou ainda mais rápida com mais 11 recordes de voltas e sete vencedores diferentes em 15 corridas.

As atividades de corrida da Triumph são reforçadas por um retorno à British Superbike, em 2021, com uma equipe de corrida apoiada pela fábrica, a Dynavolt Triumph, no Campeonato Britânico de Supersport.

PRESS RELEASE COMPLETO:
FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: