Posts tagged ‘agencia grande ou pequena’

17/08/2018

ARTIGO: qual a melhor solução para sua empresa: uma agência de comunicação grande ou pequena?

perguntas-1030x483

Ao longo de minha trajetória profissional em agências de comunicação importantes do mercado, encontrei estas questões em muitos clientes: eu preciso de uma agência de comunicação grande? Posso confiar numa agência de comunicação pequena? Quais são, de fato, as principais diferenças entre elas? Vale a pena pagar mais caro por uma agência grande? Algumas empresas fazem questão de contratarem o prestígio e a grife que algumas grandes agências carregam, além, é claro, da sua expertise e da competência inegável da maioria dos seus profissionais. Por outro lado, de outros clientes ouvi, mais de uma vez, esta frase: “Prefiro ser um grande cliente numa agência pequena do que apenas mais um numa agência grande”.
Enfim, como fazer esta escolha? Acho que o primeiro passo é entender que não existe receita pronta. Agências vendem serviços e esses serviços são realizados, em geral, por profissionais de comunicação – jornalistas, relações públicas e publicitários. Existem ótimos e maus profissionais em agências de todos os tamanhos. Existem profissionais mais ou menos interessados e mais ou menos criativos em qualquer lugar. Então este não deve ser o critério. Você vai encontrar gente competente e capaz de lhe prestar o serviço que você precisa numa boa agência pequena ou numa boa agência grande.
Um bom critério é avaliar, concretamente, que serviço você vai contratar e qual a demanda que essa atividade vai gerar na agência contratada. Vamos tomar como exemplo a Assessoria de Imprensa. Algumas empresas multinacionais contratam as maiores agências de comunicação do mercado brasileiro para prestarem este serviço. E estas agências montam, internamente, equipes multidisciplinares bem completas, com gerentes, coordenadores, profissionais de atendimento e estagiários para entregarem o trabalho. Já vi equipes de assessoria de imprensa para grandes marcas com até 20 profissionais exclusivos dentro da agência contratada. Este perfil de cliente, sem dúvida, precisa de uma agência desse porte. Uma agência pequena terá dificuldade para ampliar, dessa forma, da noite para o dia, o seu quadro de funcionários e poderá ter limitações de espaço para acomodar este pessoal, entre várias outras questões que precisam ser avaliadas.
Por outro lado, ainda tomando como exemplo o serviço de Assessoria de Imprensa, quando o cliente contrata uma agência grande e ganha, na prática, um ou dois profissionais de comunicação para lhe atender no dia a dia, é muito possível que ele esteja gastando muito mais do que precisa nessa atividade. Agências grandes custam mais do que agências pequenas – isso é um fato! Neste exemplo, o cliente estará pagando, naquele fee mensal, toda a infraestrutura da grande agência – desde o aluguel daquele espaço enorme e super bacana ocupado pela agência até o salário elevado dos seus vários diretores que, em geral, não acompanham o dia a dia de uma conta desse porte.
Este, aliás, é outro ponto interessante. Quando você pede um orçamento para uma grande agência de comunicação, uma equipe com diretores e VPs bastante competentes e experientes vai até sua empresa com uma apresentação extremamente profissional – e convincente. Quando você chama uma boa agência pequena, poderá receber o mesmo nível de apresentação do sócio/diretor. A diferença é que, quando você fecha negócio com a grande agência, a tendência é só ver de novo aqueles diretores e VPs em reuniões anuais ou em momentos de crise. Porém, ao optar pela agência de menor porte, e confiar naquela especialista que lhe apresentou seu projeto de trabalho, provavelmente será ele mesmo, com apoio de sua equipe, que irá lhe atender. É com ele que você vai lidar no dia a dia, e resolver todos os desafios do trabalho, e não com um gerente de atendimento iniciante com alguns poucos anos de experiência.
Em resumo, agências grandes são mais caras e, quase sempre, prestam um bom trabalho. Mas você pode encontrar a mesma qualidade – ou superior – numa agência pequena e dedicada, gastando muito menos. Vale a pena comparar os orçamentos e entender se você precisa, de fato, de toda aquela infraestrutura que a grande agência vai lhe oferecer – e cobrar!
(Eduardo Sanches)