Abertura da Moto2, no Qatar, tem prova emocionante e vitória de Tetsuta Nagashima

4

O piloto japonês Tetsuta Nagashima começou a temporada 2020 da Moto2 da melhor maneira possível, conquistando a vitória na primeira corrida do ano, o fantástico GP do Qatar, nas últimas voltas. Com isso, ele tornou-se o sétimo piloto diferente a vencer uma corrida da Moto2 na era com motores Triumph, iniciado na temporada 2019. Nagashima saiu do 14º lugar no grid para finalmente cruzar a bandeira quadriculada após 20 duras voltas.

Neste ano, a Triumph novamente é fornecedora exclusiva de motores do Campeonato Mundial de Moto2 da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), com seus motores de três cilindros de 765 cc que redefiniram a categoria em 2019. Após intensos testes de pré-temporada, a expectativa é de uma competição ainda mais acirrada neste ano, e o GP do Qatar não decepcionou. Joe Roberts tornou-se o primeiro piloto americano em uma década a conquistar a pole position de um GP da Moto2, após um empate sem precedentes, com o italiano Luca Marini marcando exatamente o mesmo tempo que Roberts, inclusive no milésimo de segundo. Com Marini no segundo posto do grid, por conta do tempo da sua segunda volta mais rápida, Joe Roberts conseguiu sua primeira pole position na Moto2.

Marini e outro italiano, o piloto Enea Bastianini, se afastaram dos demais no início da corrida, seguidos somente por Roberts e Lorenzo Baldassarri, também da Itália, vencedor do GP do Qatar da Moto2 no ano passado. Apenas 1,5 segundo dividiam os oito primeiros pilotos.

Um piloto que não chegou imediatamente no pelotão da frente foi Nagashima, que começou em 14º no grid, mas realizou uma pilotagem superlativa, especialmente nas voltas finais, ultrapassando um concorrente após o outro. Depois de uma confusão na última volta entre Marini, que liderou metade da corrida, com o britânico Jake Dixon, foi Nagashima quem subiu ao degrau mais alto do pódio com apenas 1,347 segundo à frente de Baldassarri, Bastianini e do herói norte-americano Roberts. Do 2º ao 4º lugar, a diferença foi de 0,2 segundo na linha de chegada.

Comprovando ainda mais o quão acirrada está a disputa na categoria, o novo prêmio “Triumph Triple Trophy” tem dois líderes ao fim da primeira corrida da temporada. O espanhol Marcos Ramirez e o alemão Marcel Schrotter somam sete pontos cada um – ambos registraram a mesma velocidade máxima de 299,1 km/h no fim de semana.

“Já faz um ano que tivemos nossa primeira corrida no Qatar e continua arrepiante! Que incrível corrida de abertura, com Tetsuta tornando-se outro novo vencedor, um pódio incrivelmente acirrado, um novo recorde de volta mais rápida e exatamente a mesma disputa acirrada que nos acostumamos a desfrutar na Moto2 desde o ano passado. É ótimo começar a temporada 2020 assim e lançar o nosso novo prêmio ‘Triumph Triple Trophy’, que imediatamente reforçou como está disputado o campeonato. Mal podemos esperar pela próxima corrida”, afirmou Steve Sargent, diretor de produto da Triumph.

 O motor de corrida Triumph Moto2 de 765 cc é um desenvolvimento da motocicleta de estrada Street Triple RS 765 cc, líder da sua categoria, que produz 140 cv de potência. A seguir, no calendário da Moto2, teremos o GP das Américas, de 3 a 5 de abril, após o adiamento do GP da Tailândia.

 SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e, mais recentemente, Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Moto2 – GP do Qatar2 – 2020

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: