Triumph Rocket 3 R estabelece um novo e impressionante recorde de aceleração

foto do vídeo
Nova motocicleta Rocket 3 R, da Triumph, bate recorde de aceleração e faz de 0 a 100 km/h em apenas 2,73 segundos; moto chega ao mercado brasileiro ainda neste ano.

A nova motocicleta Rocket 3 R, da Triumph, apresentada ao público brasileiro no final do ano passado, é equipada com o maior motor de moto de produção em série do mundo, com 2.500 cc, oferecendo um torque superior a qualquer outra moto de produção em linha, com 221 Nm (a 4.000 rpm). O modelo demonstrou um desempenho incrível ao estabelecer um novo recorde impressionante de aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 2,73 segundos.

“A Triumph novamente demonstrou uma capacidade excepcional. Com o novo recorde de aceleração Triumph alcançado pela Rocket 3 R, entramos novamente em um território desconhecido, pois nunca antes uma moto da marca atingiu uma aceleração tão incrível. Nosso objetivo era mostrar o excepcional desempenho do novo e exclusivo motor triplo de 2.500 cc da Rocket. Agora, conseguimos isso, deixando toda a equipe incrivelmente orgulhosa. Com a linha Rocket 3, temos demonstrado, consistentemente, que podemos criar as motocicletas de produção em série de maior capacidade do mundo, capazes de oferecer desempenho e recursos incríveis”, afirma Paul Stroud, CCO da Triumph Motorcycles.

O MOMENTO DA QUEBRA DO RECORDE

 A aceleração de 0 a 100 km/h foi alcançada exatamente a 2,73 segundos no domingo, 6 de outubro de 2019, na pista de Cartagena, na Espanha. O piloto que estabeleceu este recorde com a Rocket 3 R afirmou: “Foi ótimo poder atingir essa aceleração realmente incrível. É difícil descrever exatamente do que essa moto é capaz. A Rocket 3 R estava bem preparada e eu me senti muito confiante – mesmo nesta configuração de pista. Desde a primeira tentativa, senti que a aceleração era muito potente e que teríamos sucesso. A Rocket 3 R funcionou perfeitamente e as condições da pista e do tempo foram ideais. A equipe toda fez um trabalho fantástico”.

Após o registro da aceleração de 0 a 100 km/h, a equipe também conseguiu levar a Rocket aos seus limites na pista, chegando a deslizar nas curvas a toda velocidade e mostrando o quão ágil e dinâmica é a sua pilotagem. O piloto ainda comentou: “É notável como é fácil conduzir a nova Rocket nas curvas. Esta moto funciona mais como uma Speed ​​Triple do que como uma roadster robusta”.

 A QUEBRA DO RECORDE DA ROCKET 3 R DA TRIUMPH

 Em preparação para a tentativa do recorde, uma equipe composta por engenheiros de várias disciplinas preparou uma versão de pré-produção da inédita Rocket 3 R, sob a direção do engenheiro-chefe da Triumph, Stuart Wood. Além de alcançar uma aderência ideal, a equipe atribuiu grande importância à economia de peso em toda a moto, mas mesmo assim a Rocket 3 R estava em uma configuração de quase produção: apenas os espelhos e o suporte da placa de identificação foram removidos conforme necessário para o ambiente de pista de corrida.

A equipe da Triumph foi apoiada pela fabricante britânica de pneus Avon.
Stuart Wood comentou: A especialização dos pneus contribuiu diretamente para o projeto. O recorde não seria possível sem os nossos parceiros. A Avon foi nossa parceira de pneus no projeto da Rocket 3 R e garantiu a aderência e a estabilidade necessárias. Os pneus Avon Cobra Chrome, já utilizados na linha Rocket 3, foram desenvolvidos especialmente para este modelo e oferecem aderência excepcional e durabilidade incrível”.

 SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Recorde da Rocket 3

CONFIRA O VÍDEO DESTE RECORDE:
https://www.kingdom-creative.co.uk/view/share/9532

Abertura da Moto2, no Qatar, tem prova emocionante e vitória de Tetsuta Nagashima

4

O piloto japonês Tetsuta Nagashima começou a temporada 2020 da Moto2 da melhor maneira possível, conquistando a vitória na primeira corrida do ano, o fantástico GP do Qatar, nas últimas voltas. Com isso, ele tornou-se o sétimo piloto diferente a vencer uma corrida da Moto2 na era com motores Triumph, iniciado na temporada 2019. Nagashima saiu do 14º lugar no grid para finalmente cruzar a bandeira quadriculada após 20 duras voltas.

Neste ano, a Triumph novamente é fornecedora exclusiva de motores do Campeonato Mundial de Moto2 da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), com seus motores de três cilindros de 765 cc que redefiniram a categoria em 2019. Após intensos testes de pré-temporada, a expectativa é de uma competição ainda mais acirrada neste ano, e o GP do Qatar não decepcionou. Joe Roberts tornou-se o primeiro piloto americano em uma década a conquistar a pole position de um GP da Moto2, após um empate sem precedentes, com o italiano Luca Marini marcando exatamente o mesmo tempo que Roberts, inclusive no milésimo de segundo. Com Marini no segundo posto do grid, por conta do tempo da sua segunda volta mais rápida, Joe Roberts conseguiu sua primeira pole position na Moto2.

Marini e outro italiano, o piloto Enea Bastianini, se afastaram dos demais no início da corrida, seguidos somente por Roberts e Lorenzo Baldassarri, também da Itália, vencedor do GP do Qatar da Moto2 no ano passado. Apenas 1,5 segundo dividiam os oito primeiros pilotos.

Um piloto que não chegou imediatamente no pelotão da frente foi Nagashima, que começou em 14º no grid, mas realizou uma pilotagem superlativa, especialmente nas voltas finais, ultrapassando um concorrente após o outro. Depois de uma confusão na última volta entre Marini, que liderou metade da corrida, com o britânico Jake Dixon, foi Nagashima quem subiu ao degrau mais alto do pódio com apenas 1,347 segundo à frente de Baldassarri, Bastianini e do herói norte-americano Roberts. Do 2º ao 4º lugar, a diferença foi de 0,2 segundo na linha de chegada.

Comprovando ainda mais o quão acirrada está a disputa na categoria, o novo prêmio “Triumph Triple Trophy” tem dois líderes ao fim da primeira corrida da temporada. O espanhol Marcos Ramirez e o alemão Marcel Schrotter somam sete pontos cada um – ambos registraram a mesma velocidade máxima de 299,1 km/h no fim de semana.

“Já faz um ano que tivemos nossa primeira corrida no Qatar e continua arrepiante! Que incrível corrida de abertura, com Tetsuta tornando-se outro novo vencedor, um pódio incrivelmente acirrado, um novo recorde de volta mais rápida e exatamente a mesma disputa acirrada que nos acostumamos a desfrutar na Moto2 desde o ano passado. É ótimo começar a temporada 2020 assim e lançar o nosso novo prêmio ‘Triumph Triple Trophy’, que imediatamente reforçou como está disputado o campeonato. Mal podemos esperar pela próxima corrida”, afirmou Steve Sargent, diretor de produto da Triumph.

 O motor de corrida Triumph Moto2 de 765 cc é um desenvolvimento da motocicleta de estrada Street Triple RS 765 cc, líder da sua categoria, que produz 140 cv de potência. A seguir, no calendário da Moto2, teremos o GP das Américas, de 3 a 5 de abril, após o adiamento do GP da Tailândia.

 SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e, mais recentemente, Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Moto2 – GP do Qatar2 – 2020

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Triumph Smart, um novo e vantajoso jeito de comprar sua Triumph zero quilômetro

A Triumph do Brasil e sua rede de Concessionários, em parceria com o Banco Santander, lançam no mercado brasileiro o Triumph Smart, uma estratégia inovadora de vendas que oferece condições especiais na compra de uma motocicleta Triumph zero quilômetro. Esta nova modalidade, cujo slogan é “Bem-Vindo ao Mundo Triumph”, cria benefícios exclusivos e facilidades para o cliente por meio de uma relação duradoura com a marca. O foco da campanha são os modelos Bonneville T100 Black, Tiger 800 XCx e Street Triple RS. Mas os outros modelos também estão disponíveis no Triumph Smart, que passa a vigorar a partir de hoje (10 de março), em todas as Concessionárias da marca. As 10 primeiras pessoas que comprarem uma motocicleta pelo Triumph Smart ganharão um kit exclusivo Triumph com jaqueta e bota.

O Triumph Smart tem como base um financiamento exclusivo para os clientes da marca, com entrada mínima de 30%, taxas de juros especiais a partir de 0,89% (ao mês) e até 23 parcelas mensais que realmente cabem no bolso do cliente. No caso da clássica Bonneville T100 Black, por exemplo – já com as duas primeiras revisões inclusas – o consumidor pode pagar uma entrada de R$ 13.362,00 e assumir um financiamento com 23 parcelas fixas de R$ 767,00. No final deste prazo, restará uma parcela residual de R$ 13.755,00.

Caso o cliente deseje, no Triumph Smart ele pode aproveitar o benefício da Recompra Garantida, na qual a Rede de Concessionários Triumph garante a recompra daquela moto usada por até 80% da tabela Fipe. Assim, este valor quita a parcela residual pendente e ainda permite ao consumidor, com o valor recebido pela sua motocicleta seminova, iniciar um novo ciclo com a Triumph. Dessa maneira, o cliente sempre terá uma motocicleta nova, dentro da garantia – o que proporciona mais segurança para o cliente, iniciando um novo Triumph Smart.

Para ter direito à recompra por até 80% da tabela Fipe, a motocicleta a ser avaliada deverá ter seguido algumas regras preestabelecidas no momento da contratação do Triumph Smart. As regras estão descritas no Manual de Recompra Triumph Smart. O processo de avaliação para a recompra foi padronizado para toda a rede de Concessionárias, reforçando o compromisso da marca de estabelecer um relacionamento transparente e de confiança com o cliente. Além disso, na contratação do Triumph Smart, o cliente pode optar por incluir as duas primeiras revisões no parcelamento da sua motocicleta, o que facilita ainda mais a sua vida.

Com esta iniciativa, a Triumph oferece aos seus clientes a oportunidade de possuir motocicletas da marca inglesa novas, a cada dois anos, sempre dentro da garantia, por meio de um processo financeiro vantajoso ao consumidor. Além de proporcionar um relacionamento duradouro com a marca, no qual os clientes podem contar com a assistência especializada do Pós-Venda Triumph, reconhecido pela excelência do seu serviço.

Para o lançamento do Triumph Smart, toda a força de vendas, nas 18 Concessionárias da empresa, foi treinada e está altamente qualificada a realizar o atendimento dentro dessa nova estratégia. Os Concessionários estão aptos a prestar assistência necessária desde o início do processo de vendas, passando pela manutenção da posse da motocicleta e chegando ao processo de recompra. “O objetivo é proporcionar aos consumidores brasileiros a melhor experiência de compra e propriedade de forma transparente, criando uma cadeia de valor que se estende até a melhor experiência de revenda da moto seminova”, diz Renato Fabrini, General Manager da Triumph do Brasil.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PARA SABER MAIS SOBRE O TRIUMPH SMART:
https://www.triumphmotorcycles.com.br/services/smart-financiamento

PRESS RELEASE COMPLETO:
Triumph Smart

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Triumph inicia segunda temporada na Moto2 e lança o prêmio “Triumph Triple Trophy #PoweredByTriumph”

2

A temporada 2020 da Moto2 terá início neste próximo final de semana, com o GP do Qatar, no Circuito Internacional de Losail. A prova representa o início da segunda temporada da Triumph na categoria Moto2, após um ano de estreia repleto de recordes. Os recordes foram superados ao longo da temporada de 2019 com o motor triplo de 765 cc da Triumph, redefinindo a categoria – e há mais por vir em 2020.

Trabalhando duro durante o intervalo entre as duas temporadas, os testes da Triumph focaram nos dados adquiridos ao longo de 2019 e num exame completo de todos os motores utilizados, a fim de entender como cada componente individual se saiu na primeira temporada deste campeonato de motocicletas altamente competitivo. Com base nisso, a equipe se concentrou em obter melhorias nas dimensões e tolerâncias que permitiram suavizar o limite de excesso de rotação imposto no ano passado sobre a redução de marchas. O fato da categoria contar com todos estes dados colhidos no ano passado com os motores Triumph, com certeza vai contribuir para outra temporada emocionante, proporcionando tempos de volta ainda mais rápidos e corridas ainda mais acirradas.

Como ponto culminante desses desenvolvimentos da Triumph, do trabalho da provedora de gerenciamento de motores Magneti Marelli e da disponibilidade de dados do ano passado, os primeiros frutos já estão aparecendo. Nos testes iniciais de inverno em Jerez de La Frontera, na Espanha, o recorde absoluto de voltas foi batido por mais de 0,8 segundo. Além disso, um novo recorde de volta absoluto foi estabelecido durante o recente teste oficial no Qatar.

“TRIUMPH TRIPLE TROPHY #POWEREDBYTRIUMPH”

Para celebrar a competitividade da Moto2, a Triumph tem o prazer de anunciar o lançamento do prêmio “Triumph Triple Trophy #PoweredByTriumph” para 2020. Essa iniciativa reflete a natureza incrivelmente competitiva das corridas de Moto2, nas quais alcançar uma vitória é apenas uma parte da história de um fim de semana de corrida. Este prêmio foi criado para reconhecer e recompensar ainda mais os pilotos de destaque durante cada fim de semana de corrida, começando no GP do Qatar, concedendo pontos em três categorias: velocidade máxima mais rápida do fim de semana, pole position e volta mais rápida. O piloto no topo de cada uma dessas categorias (ou vários pilotos, em caso de empate) receberá 7, 6 e 5 pontos respectivamente em cada GP:

  • Velocidade máxima mais rápida: 7 pontos para o piloto mais rápido, ou os pilotos, em caso de empate.
  • Pole position: 6 pontos para o piloto que conquistar a pole position.
  • Volta mais rápida: 5 pontos para o piloto mais rápido, ou os pilotos, em caso de empate.

O vencedor, o piloto que atingir o maior número de pontos ao longo da temporada 2020 receberá uma motocicleta Triumph Street Triple RS com motor triplo de 765 cc, do qual o motor da Moto2 é derivado.

“Estamos muito orgulhosos do que alcançamos no ano passado na Moto2, mas não nos contentaremos com isso e trabalhamos duro durante o inverno para realizar aprimoramentos usando os benefícios de uma temporada completa de dados de corridas e, como já vimos, este ano começou com novos recordes de voltas, superando os estabelecidos com nossos motores no ano passado e com vários novos pilotos com seus nomes próximos ao topo das listas de tempo. Isso significa que o espetáculo na pista parecerá e soará ainda melhor neste ano, e mal podemos esperar para ver as luzes ficarem verdes no domingo”, afirmou Steve Sargent, diretor de Produto da Triumph. “Também estamos lançando o novo ‘TriumphTriple Trophy #PoweredByTriumph’ a tempo para a primeira corrida, dando aos pilotos a chance de ganhar uma Triumph Street oRS no fim do ano. Esta máquina de produção conta com o motor triplo de 765 cc a partir do qual desenvolvemos a versão da Moto2, e nossa variante RS de especificação superior é tão perfeita para as pistas quanto para as estradas”, acrescentou ele.

 O motor de corrida Triumph Moto2 765 cc é um desenvolvimento da motocicleta de estrada Street Triple RS 765 cc, líder da sua categoria, que produz 140 cv de potência.

 SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e, mais recentemente, Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Moto2 – GP do Qatar – 2020

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Monociclos elétricos serão atração no Sambódromo do Anhembi amanhã

IMG_9903

A escola de samba Sociedade Rosas de Ouro, uma das mais tradicionais do carnaval paulistano, encerra os desfiles do Grupo Especial neste sábado, a partir das 5h00 (já no domingo de madrugada). A escola será uma das mais inovadoras do Sambódromo do Anhembi, com o enredo “Tempos Modernos”, misturando muita tecnologia com arte e cultura. Um dos destaques da apresentação será o grupo cênico chamado “Future-se!”, no qual vão desfilar 20 monociclistas conduzindo monociclos elétricos de última geração. Eles estarão vestindo fantasias e representarão uma nova proposta de mobilidade urbana para a sociedade. Será a primeira vez que esse tipo de veículo participará do Carnaval no Brasil. O desfile da Rosas de Ouro vai dar visibilidade a uma tecnologia e uma proposta de mobilidade urbana que vem conquistando um número cada vez maior de usuários, sobretudo nas grandes cidades.

O próprio carnavalesco da escola, André Machado, responsável pelo desenvolvimento do tema “Tempos Modernos”, virou fã do monociclo elétrico e passou a utilizá-lo no seu dia a dia. “Uso quase todos os dias para vir da minha casa, na Vila Mariana, na zona Sul, até a Rosas de Ouro, na zona Norte, mesclando o trajeto com metrô e ciclofaixa”, conta o carnavalesco. André também estará com o monociclo na passarela do samba durante o desfile.

Os 20 monociclistas que vão participar do desfile estão realizando um verdadeiro sonho que une a paixão pelo monociclo com o desejo de desfilar no Carnaval. “Será uma oportunidade incrível para as pessoas conhecerem melhor o monociclo elétrico”, explica a carioca Rafaela Ferraz, que vive em São Paulo e utiliza o monociclo diariamente como meio de mobilidade urbana. Ela é locutora e apresentadora.

FOTOS:

Fábrica da Triumph em Manaus atinge um volume de 30.000 motos montadas

Triumph Manaus-34 (Medium)

A Fábrica da Triumph, localizada em Manaus (AM), atingiu no último dia 3 de fevereiro a expressiva marca de 30.000 motocicletas montadas em pouco mais de sete anos de operação no Brasil. A unidade foi inaugurada em 1º de outubro de 2012, montando apenas três modelos (Bonneville T100, Speed Triple e Tiger 800XC), e hoje já é responsável pela montagem de 20 modelos – ou seja : 100% das motocicletas comercializadas no mercado brasileiro. Até dezembro, com os lançamentos previstos para este ano, 24 modelos serão montados em Manaus.

“Este resultado demonstra o quanto a Triumph aposta no Brasil a médio e longo prazo. Continuamos investindo para produzir motocicletas que sempre superam as expectativas dos nossos clientes”, afirma Renato Fabrini, General Manager da subsidiária brasileira.

“Em 2020, nossa meta é montar mais de 6.000 motos em Manaus, volume que será um novo recorde de produção para a unidade”, afirma Leandro Oliveira, Gerente da Fábrica e responsável pela sua implantação, em 2012. No ano passado, foram montadas 5.230 motos lá. A Fábrica de Manaus tem capacidade instalada para produzir cerca de 8.000 motos por ano.

Atualmente são montadas 35 motocicletas por dia na unidade, entre os diversos modelos disponíveis nas Concessionárias brasileiras. Em 2012, eram somente sete motos por dia. “A cada 13 minutos, uma nova motocicleta sai da linha de produção totalmente pronta”, conta Oliveira. Ele lembra que os diferentes modelos passam por diferentes estações de trabalho e, por isso, diversos processos são feitos simultaneamente em várias motos – daí a explicação para uma moto liberada a cada 13 minutos.

Um bom exemplo dessa grande expansão são as motocicletas clássicas. Em 2012, quando a unidade foi inaugurada, por exemplo, a empresa montava em Manaus apenas um modelo desse segmento, a Bonneville T100. “Hoje, 15 modelos de clássicas saem da linha de montagem no Brasil, tornando a Triumph a marca com o portfólio mais completo do segmento premium de motocicletas no País”, acrescenta Fabrini.

Em 2015, a unidade passou por uma grande expansão. Sua área construída passou de 1.850 m² para 3.000 m². O número de funcionários também vem crescendo ano a ano, passando de 19 trabalhadores em 2012 para os atuais 62. Com isso, a capacidade produtiva da linha também foi significativamente ampliada, saltando das 5.000 motocicletas iniciais para as 8.000 unidades por ano hoje em dia. A fábrica já recebeu, desde sua inauguração, cerca de US$ 13 milhões em investimentos.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster.

Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Fábrica de Manaus atinge volume de 30.000 motos montadas

FOTOS:

Comprar e vender pela Internet no setor automotivo ficou mais fácil com o Nérus O2

IMG_7283
Equipe da Reja Peças, de Belo Horizonte (MG), comemora o crescimento das suas vendas on-line graças ao novo Nérus 02.

A Nérus, fornecedora de tecnologia para o varejo e distribuição, lança no mercado o Nérus O2, uma plataforma de integração que permite às empresas realizarem vendas através de suas lojas físicas e digitais de forma integrada. O Nérus O2 também pode ser compreendido como um OMS (sistema que integra os pedidos dos canais físicos e digitais). De forma prática, permite que o varejista entre no mundo digital (marketplace e/ou e-commerce) como se estivesse “abrindo mais uma loja”. Ele transforma a rede de lojas físicas numa rede omnichannel. Com o Nérus O2, as operações de compra, estoque, faturamento e financeira das duas frentes (física e virtual) podem ser controladas de forma unificada pela empresa sem a necessidade de trocar seu ERP.

“O Nérus O2 é um passo seguro para que a rede varejista inicie sua caminhada para o omnichannel, aproveitando todos os canais de venda em conjunto”, explica Cléber Piçarro, CEO da Nérus. “Como ele pode ser integrado aos principais softwares de gestão do mercado, o Nérus O2 unifica a gestão e acaba com os ‘puxadinhos’ de software que são um pesadelo para as áreas de TI”, afirma Piçarro. Desta forma “a empresa consolida também informações sobre o consumidor permitindo que ele esteja no centro da estratégia novamente”, reforça o executivo.

CASE DE SUCESSO EM BELO HORIZONTE

O varejo automotivo é uma das áreas mais beneficiadas pelo novo sistema, facilitando a vida do lojista e também do consumidor, que encontrará mais facilmente o produto que deseja e terá informações mais precisas sobre estoque disponível e prazo de entrega. Um bom exemplo dessa tendência já acontece com a Raja Peças, tradicional importadora e vendedora de peças de reposição para veículos importados de Belo Horizonte (MG), que está apostando pesado no mercado digital. Em 2019, as vendas on-line aumentaram 300% e representaram 9% das vendas totais da loja, o que representou a metade do crescimento de 18% nos negócios ano passado. O crescimento vai continuar sendo puxado por este canal de vendas. “Em 2020 a expectativa é alcançar 20% do faturamento com as vendas on-line”, diz João Paulo de Souza, o diretor comercial da Raja Peças. Os sinais são positivos nessa direção. Em janeiro as vendas on-line já representaram 10% dos pedidos registrados na Raja Peças.

A razão do otimismo está na integração do sistema de venda on-line com o de gestão (ERP) da empresa. “O que era complicado, manual e propenso ao erro, hoje está automatizado e podemos pensar em escalar as operações”, diz o diretor da Raja Peças. “Hoje temos apenas 100 itens em plataformas de marketplace, mas pretendemos chegar a 2.000 itens este ano e a 3.000 em 2021”, indica João Paulo. “O mercado digital é parte de nosso futuro”. A integração de sistemas descrita por ele aconteceu com a adoção da plataforma Nérus O2, desenhada para facilitar a dinâmica de vendas com o mercado digital. O Nérus O2, ao mesmo tempo, integra operações de venda on-line as vendas feitas no ERP da loja. “Ficou mais simples de operar”, diz. “Mesmo atuando em diversos marketplaces, administramos essas vendas de forma centralizada e simplificada, como se fossem feitas na loja”, acrescenta.

“Antes, quando as vendas on-line eram feitas, recebíamos o pedido do marketplace e tínhamos que imprimir as informações, redigitá-las manualmente no sistema, localizar a peça, dar baixa em estoque, fazer a embalagem, gerar a etiqueta com código de barras e emitir nota fiscal, em um processo com muita interferência humana, demorado e propenso ao erro”, descreve ele. “Hoje, a venda no on-line entra direto no sistema e as demais operações são automatizadas”, afirma. “É mais seguro e eu controlo tudo da tela do computador.” “Nossa preocupação, hoje, é colocar mais uma pessoa para trabalhar no cadastro enriquecido dos produtos para o mercado on-line, operação que dá início ao processo, uma atividade que precisa ser feita com cuidado”, avalia Marcelo Anatólio da Silva, diretor de TI da Raja Peças.

Esse é um setor onde a especificação técnica é muito variada. “São milhares de modelos, versões e tipos de motor, que variam por ano de fabricação e, às vezes, por meses do ano de fabricação”, descreve Marcelo Anatólio. “A vantagem do Nérus O2 é que, feito o cadastro, eu consigo colocar minhas ofertas em vários portais porque o sistema se adapta às padronizações de cada marketplace”, exemplifica. “Já imaginou ter que fazer isso um a um, em vários portais?”, questiona. “O sistema também nos dá segurança porque o controle de estoque é fundamental: não podemos vender on-line uma peça e não ter para entregar, ou atrasar a entrega, isso nos tiraria do mercado on-line e é um risco que não podemos correr”, exemplifica Marcelo. “Errar, no marketplace, é impensável já que o cliente não perdoa e as plataformas te punem, por isso a certeza do processo é fundamental”.

Outra razão para apostar firme no on-line é a exposição da marca. “Tem gente que compra no on-line e depois liga para cá e compra direto com a gente, o que mostra que estar no on-line ajuda também na venda da loja”, comenta João Paulo. Segundo ele, tradicionalmente, a Raja Peças já vende para todo o Brasil. “A exposição on-line é gigante e isso ajuda na marca, na oferta, nos contatos e na imagem da empresa”, diz ele.

LANÇAMENTO OFICIAL NESTA QUINTA-FEIRA

O Nérus O2 ajudará a empresa a multiplicar suas opções de vendas podendo pensar desde simples catálogos on-line e vendas pela internet até operações mais sofisticadas, como o pickup-in-store, tendência no varejo mundial. “Voltamos há pouco da NRF em Nova Iorque, maior feira de varejo do mundo. Desde grandes redes até operações de médio e pequeno porte precisam se digitalizar e aproveitar as estratégias que a internet oferece”, ressalta Piçarro. “Retirar um produto na loja que foi vendido on-line une a conveniência do digital com a segurança das lojas físicas. Esta é uma das possibilidades oferecidas pelo Nérus O2”, diz o CEO.

O Nérus O2 será apresentado dia 13 de fevereiro para cerca de 150 proprietários de redes varejistas do Brasil, muitas já clientes da Nérus, em evento realizado dentro da “Melicidade”, a sede do Mercado Livre, a maior operação de marketplace da América Latina, localizado na cidade de Osasco (SP).

O momento do lançamento é propício, pois o e-commerce está crescendo rapidamente no Brasil. Nos últimos quatro anos as vendas de e-commerce dobraram de tamanho e alcançaram cerca de 4% do varejo brasileiro em 2019. “Segundo a consultoria PwC, as vendas on-line devem triplicar nos próximos 5 anos”, adianta Piçarro. Nesse ritmo, o e-commerce no Brasil responderá por algo entre 12 e 25% das vendas do varejo nacional em 2025. “Não há outro segmento do varejo brasileiro que vá crescer tanto”, afirma Piçarro. “A hora do varejista físico ir para o e-commerce é agora: com eficiência de gestão integrada às suas vendas físicas, consolidação financeira das suas operações e controle da lucratividade”.

SOBRE A NÉRUS

 Com 30 anos de atuação no mercado varejista brasileiro e mais de 550 clientes atendidos nesse período, a Nérus, sediada em Belo Horizonte (MG), desenvolveu uma profunda compreensão das necessidades do varejo, oferecendo produtos que simplificam, racionalizam e melhoram a vida e os negócios de redes varejistas. Com um software de gestão (Nérus ERP) e uma plataforma de integração omnichannel/OMS (Nérus O2), a Nérus oferece as melhores plataformas para o sucesso de clientes de vários tamanhos que vivem as oportunidades e os desafios da transformação digital.

Com um robusto corpo de desenvolvedores, equipe de suporte técnico treinada e parceiros tecnológicos como a Amazon Web Services (AWS), em 2018 a Nérus foi escolhida entre as 100 outras empresas alternativas para receber um aporte do maior fundo de Venture Capital do Brasil, o Criatec 2, gerido pela Crescera Capital, juntamente com a Triaxis Capital e a FC Partners. Esses recursos estão sendo usados para gerar ainda mais inovação e maior capacidade de atendimento aos clientes.

PRESS RELEASE COMPLETO:
Lançamento Nérus 02 – Setor Automotivo

IMAGENS EM ALTA RESOLUÇÃO: