Eletricz lança bicicleta elétrica com design futurístico e portátil

Bicicleta elétrica Ozo-a Hero, da marca israelense Inokim.

A Eletricz oferece para o consumidor brasileiro um modelo de bike elétrica com design ousado e futurístico, premiado internacionalmente. É a Ozo-a Hero, da marca israelense Inokim, que vem se destacando globalmente entre os fabricantes de micros modais elétricos pela qualidade de seus produtos. Ela é bivolt, e equipada com um motor de 240 W, que lhe garante velocidade máxima de 25 km/h. Sua autonomia com uma única carga chega a até 60 quilômetros com o auxílio dos pedais. Se o usuário utilizar a bike sem pedalar, a autonomia passa para até 32 quilômetros. Sua bateria de lítio (36 V/7,8 Ah) é removível (com um sistema de trava antifurto), permitindo que o usuário a retire facilmente e a leve para dentro de casa para ser recarregada na tomada residencial. O tempo de recarga (aproximado) é de quatro horas.

Além de ser bem leve (22 kg), graças às peças e estruturas de alumínio, a Ozo-a Hero tem dimensões compactas.  Aberta, pronta para ser usada, ela mede 137 cm de comprimento, 59 cm de largura e 101,5 de altura. Com o guidão dobrado, sua altura é reduzida para 77 cm (as outras medidas não mudam), para facilitar a colocação num porta-malas ou num cantinho do escritório, por exemplo. A bike tem capacidade para transportar até 100 kg. O modelo é equipado com freios a disco na dianteira e na traseira e seus pneus são aro 16. Ela também conta com sistema de suspensão traseiro.

O design futurístico da bicicleta é inspirado na letra Z. Sua estrutura foi desenvolvida como uma linha contínua principal que liga todos os recursos da bicicleta, como o guidão, roda dianteira, roda traseira motorizada, assento e pedais. O desenho do quadro, juntamente com os pneus, forma a palavra “Ozo”. Mas ela também pode ser parcelada, pelo site da empresa (www.eletricz.com.br) em até 12 prestações fixas de R$ 915,00 – totalizando, a prazo, R$ 10.980,00. Na loja física de São Paulo (SP), ela pode ser adquirida em até 18 prestações fixas de R$ 610,00 ou à vista, por 9.882,00 (já com 10% de desconto).

Para fugir dos grandes congestionamentos, as pessoas estão substituindo o transporte convencional  por meios alternativos de locomoção. A bicicleta elétrica, por exemplo, desponta como uma das propostas de transporte que mais cresce: ao todo já são cerca de 70 milhões de bikes (convencionais e elétricas) rodando pelo país, segundo a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares). A bicicleta elétrica portátil, portanto, têm despontado como uma opção inteligente, sustentável e muito versátil para a mobilidade urbana no dia a dia, pois cabe facilmente em qualquer cantinho.

SOBRE A ELETRICZ

A Eletricz iniciou suas operações em julho de 2018 com a missão de promover a locomoção de curta e média distância, incentivando a valorização da vida ao ar livre, a apropriação saudável das vias públicas e a mudança para um estilo de vida mais saudável, divertido e econômico. Por isso, comercializa os mais avançados veículos elétricos portáteis e desenvolve projetos e ações para difundir e incentivar este novo perfil de mobilidade urbana. A empresa comercializa monociclos, patinetes e bicicletas elétricas, mas os monociclos respondem hoje por 80% do seu faturamento.

PRESS RELEASE COMPLETO:

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Motocicletas Triumph conquistam três premiações na eleição “Moto do Ano”

Triumph Rocket 3R: uma das vencedoras do concurso “Moto do Ano”.

A Triumph Motorcycles foi um dos grandes destaques da 23ª edição do prêmio “Moto do Ano”, promovida pela revista Duas Rodas, cujos resultados foram anunciados na última sexta-feira (20 de novembro), em live comandada por Leandro Mello, piloto de testes e editor da publicação, e Karina Simões, jornalista especializada em motociclismo.

Quase 80 modelos passaram por avaliações dinâmicas e receberam notas para os quesitos motor, freios, suspensões, agilidade, conforto, design e custo-benefício por um júri composto por jornalistas especializados. As avaliações duraram dois dias e foram realizadas no Circuito Panamericano, em Elias Fausto (SP).

A Triumph foi a marca mais premiada desta edição, ao lado da Kawasaki (que também recebeu três troféus), superando todas as demais fabricantes de motocicletas que operam no mercado brasileiro. Na categoria “Classic”, já vencida em 2019 com a Scrambler 1200 XE, desta vez a vitoriosa foi a Speed Twin. Na categoria “Muscle Bike”, a Triumph venceu com sua Rocket 3R, lançada neste ano, que é equipada com o maior motor do mundo entre as motos produzidas em série e detentor do recorde de velocidade de 0 a 100 km/h em apenas 2,7 segundos. Já na categoria “Naked”, vitória da Street Triple RS, com seu incrível motor de 765 cc que equipa as motocicletas da Moto2 e que também chegou ao consumidor brasileiro em 2020.

Lançada no Brasil em 2012, a Triumph vem conquistando diversas premiações importantes do setor nestes oito anos de operação no mercado nacional. A empresa já soma, com estas novas conquistas, 70 prêmios no País. É uma média impressionante de quase nove prêmios por ano!

TRIUMPH SPEED TWIN

Essa vitória mostra como a Triumph está dominando, globalmente, o mercado de motocicletas clássicas. Nenhuma outra marca oferece um leque tão diversificado de motocicletas clássicas no mundo. Por isso, a Triumph é a fabricante que mais cresce neste segmento atualmente. Para obter este sucesso todo, a marca consegue unir uma tecnologia de última geração com modelos com visual retrô – em geral motos modernas que remetem a modelos históricos que fizeram fama ao longo dos 118 anos de existência da marca.

A Speed Twin é baseada na tradicional e inesquecível Speed Twin original, produzida pela Triumph em 1938, incorporando todo o estilo, conforto, requinte e tecnologia de última geração da atual família Bonneville. A Speed Twin reúne o mesmo estilo contemporâneo da bem-sucedida Street Twin, embora com mais detalhes e recursos premium, o excelente desempenho e tecnologia da café racer Thruxton R e, ainda, o estilo mais confortável de pilotagem oferecido pela Bonneville T120. O resultado é uma motocicleta única, atual e empolgante.

O modelo traz de volta esse lendário nome criado pela Triumph e estabelece uma nova categoria de referência para a pilotagem e sensação de uma roadster customizada, com pilotagem e sensações líderes na categoria e um desempenho empolgante. Mudando a cara do motociclismo, a Speed ​​Twin 1938, com o primeiro motor duplo paralelo bem-sucedido do mundo, construído em um chassi revolucionário, foi uma grande revelação para o mercado mundial de duas rodas. Seu manuseio dinâmico suave e sua excelente sensação de resposta estabeleceram a Triumph como a marca número um de motocicletas em todo o mundo quanto ao desempenho e manuseio, definindo o modelo como referência para tudo o que se seguiu depois e ganhando uma reputação global por ser a primeira e verdadeira “motocicleta de motociclistas”.

A moto é equipada com motor de 1200 cc, estabelecendo um novo padrão na pilotagem líder da categoria e fornecendo uma nova referência de pilotagem e sensação de uma roadster moderna e customizada. Ela fornece todo o torque, potência e tecnologia da Thruxton R em uma configuração moderna ainda mais acessível. Além disso, oferece a pilotagem inspiradora e o conforto do piloto presente na Bonneville T120, porém, com uma ergonomia ainda mais envolvente. O resultado, assim como aconteceu com o modelo original do século 20, é um novo ícone de desempenho que estabelece um novo padrão, com a configuração do chassi, posição de pilotagem, capacidade de frenagem, suspensão e entrega de potência empolgante de uma roadster verdadeiramente moderna.

TRIUMPH ROCKET 3 R

Lançada em 2004, a lendária Triumph Rocket III sempre se destacou por sua força maior, presença incrível e torque superior a qualquer outro modelo da concorrência. A Rocket 3 R é equipada com o maior motor do mundo para uma motocicleta produzida em série, com 2.500 cc. O novo motor oferece 11% mais potência do que a geração anterior (agora são 167 cv a 6.000 rpm) e o maior torque entre todas as motocicletas do planeta, com 221 Nm (a 4.000 rpm).

Combinando uma postura incomparável, muita força, estilo magnífico e os mais altos níveis de tecnologia do mundo das motocicletas, a nova Triumph Rocket 3 R consegue, ao mesmo tempo, oferecer uma pilotagem fácil e um manuseio líder na sua categoria. Torque instantâneo, controle incrível e muito conforto, capacidade e segurança em viagens são alguns dos pontos marcantes do novo modelo.

O novíssimo motor triplo (uma especialidade da Triumph) de 2.500 cc oferece capacidade e desempenho ainda maiores do que o seu antecessor – para uma aceleração incrível e uma condução durante todo o dia em qualquer marcha, sem esforço. Este propulsor oferece um incrível aumento no pico de potência, que agora chega a 167 cv (a 6.000 rpm), o que representa um aumento de 11% em relação ao seu antecessor. Com mais potência na faixa entre 3.500 e 7.000 rpm, a nova Rocket 3 R oferece um nível impressionante de desempenho.

O novo motor também possui o torque mais alto do que qualquer motocicleta de produção em série no mundo, com 221 Nm – espantosos 71% a mais do que a concorrente mais próxima. Com uma curva de torque incrivelmente plana e rica, atingindo o pico a 4.000 rpm, mantém o torque máximo em toda a faixa intermediária, proporcionando aceleração e resposta sem esforço em qualquer marcha.

Oferecendo muito conforto ao piloto e um nível de controle impressionante sobre o desempenho poderoso da Rocket 3 R, há uma embreagem hidráulica que permite ao piloto uma ação leve no comando da embreagem para mudanças de marchas. Além disso, a caixa de engrenagens helicoidais de seis velocidades e alto desempenho, foi projetada para ser mais suave, mais forte e mais leve do que uma caixa de engrenagens padrão e foi desenvolvida especificamente para permitir o aumento da capacidade de torque desta nova geração. Se o cliente desejar ainda mais conforto e performance, encontrará entre os acessórios do modelo o recurso Triumph Shift Assist, para realizar as trocas de marchas sem a necessidade de acionamento da embreagem.

TRIUMPH STREET TRIPLE RS

Em 2017, a Street Triple teve seu renomado motor triplo de 675 cc totalmente aperfeiçoado, evoluindo para o emocionante propulsor de 765 cc, que, novamente, redefiniu a categoria. Com ele e muitas outras inovações tecnológicas, a Street Triple RS tornou-se a motocicleta mais leve da categoria, com tecnologia de ponta, chassi de alta especificação e o excepcional padrão de acabamento e detalhamento característicos de uma autêntica Triumph.

Neste modelo, a marca deu um novo passo à frente. Primeiro, a empresa levou o seu motor triplo de 765 cc para disputar a Moto2 e investiu nele para aumentar ainda mais o seu desempenho nas pistas de competição. O excelente resultado veio já no primeiro ano de participação na Moto2, com mostram os números. Depois, com a experiência das pistas, a Triumph decidiu melhorar ainda mais o desempenho do motor original de 765 cc da Street Triple RS – ele, agora, apresenta um estilo completamente novo, mais agressivo, e foi projetado para restabelecer a referência da categoria em termos de capacidade e manuseio, tornando essa a motocicleta de rua de desempenho definitivo.

O motor de 765 cc da Street Triple RS ganhou um aumento significativo no seu torque, que agora ficou 9% maior na faixa intermediária de rotações, atingindo um pico de 79 Nm (a 9.350 rpm). Um novo escapamento suaviza a curva de torque do motor para obter um torque emocionante e utilizável desde o início até as faixas de rotações mais elevadas. A curva de potência também aumentou 9% na faixa intermediária, chegando a 123 cv (a 11.750 rpm), tornando a nova Street Triple RS uma motocicleta com uma pilotagem totalmente viciante. As atualizações do motor incluíram um novo escape otimizado para mais desempenho intermediário e nova usinagem, de maior precisão no eixo da manivela, embreagem e balanceador, o que reduz a inércia e diminui a massa do motor. O acelerador é ainda mais responsivo, como resultado de uma redução de 7% na inércia rotacional, que, combinada com o aumento do torque em todas as faixas de rotações, proporciona uma melhoria notável no desempenho.

Há também um novo silenciador na Street Triple RS, que agora flui mais livremente, devido ao sistema de catalisador duplo, reduzindo as emissões. O escapamento conta com uma tampa da extremidade de fibra de carbono esportiva, que oferece um som triplo significativamente melhorado e mais distinto. Isso é resultado, ainda, dos refinamentos do sistema de escape e do novo duto de admissão, que, juntos, melhoram a nitidez e a pureza do som, com um equilíbrio mais suave entre o som da entrada e o silenciador.

A caixa de câmbio suave e refinada da Street Triple RS possui relações de transmissão com a 1ª e a 2ª marchas mais baixas, proporcionando desempenho excepcional de aceleração e de troca de marchas. A usinagem de alta precisão também permite a remoção das engrenagens anti-folga, reduzindo a massa e adicionando mais refinamento. Além disso, a Street Triple RS mantém seu sistema de embreagem auxiliar de alta especificação, para uma sensação realmente leve, reduzindo o esforço do manete a embreagem e melhorando o conforto e o controle do piloto.

Além dos aperfeiçoamentos no motor, a Street Triple RS também ganhou um novo visual, muito mais agressivo. Os faróis de LED, por exemplo, foram completamente renovados, ficando mais bonitos e eficientes. Eles ficaram mais brancos e brilhantes, tornando-se muito mais visíveis. Os Faróis de Rodagem Diurna apresentam um design totalmente novo e ainda mais distinto, o que também aumenta a visibilidade e a segurança da motocicleta. A nova Street Triple RS possui uma carenagem completamente nova, que é mais angular, mais esportiva e com linhas muito mais limpas. A nova tela e a entrada de ar são mais pronunciadas, combinando com o design dos novos faróis. Os painéis laterais, a rabeta e o protetor inferior, entre outros itens, são totalmente novos e mais modernos.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Pesquisa exclusiva mostra dicas, tendências e desafios do trabalho remoto com a pandemia

Andrea Fuks, diretora da empresa Global Line.

A pesquisa “Mobility 2020” é realizada anualmente com profissionais de Recursos Humanos, em parceria, pela empresa brasileira Global Line, especializada em treinamento e consultoria que atua nas áreas de diferenças culturais, trabalho em equipe, diversidade, neurocoaching e autoconhecimento, e pela norte-americana Worldwide ERC, que ocupa uma posição central na indústria de talento e da mobilidade de profissionais entre diferentes regiões do mundo. Neste ano, o estudo foi realizado entre os meses de agosto e outubro, coletando respostas de 145 empresas multinacionais que atuam no Brasil. As empresas que responderam a pesquisa são predominantemente de grande porte, sendo que 69% delas possui mais de 10.000 funcionários e 70% faturam mais de US$ 1 bilhão por ano. A maioria delas (61%) tem sede fora do Brasil.

“Esta é uma pesquisa amostral e não um censo e, portanto, situações específicas ou pequenos subgrupos podem não estar adequadamente representados. Porém, com base em nossa experiência, entendemos que a amostra das empresas respondentes é ampla e diversa o suficiente para caracterizar de forma precisa o mercado como um todo”, explica Andrea Fuks, diretora da Global Line. A pesquisa, que está em sua nona edição, é dividida em duas partes. Na primeira, o foco é nas melhores práticas de Global Mobility. Em 2020, a segunda parte foi ouvir os profissionais de Recursos Humanos sobre a experiência com o Home Office em tempos de pandemia.

Antes da pandemia, o Home Office era um modelo de trabalho pouco utilizado pelas empresas consultadas – apenas um em cada sete profissionais praticava o trabalho remoto – e a sua aplicação provocou grandes desafios de adaptação para os profissionais, sobretudo em relação ao equilíbrio entre as atividades profissionais e pessoais em um mesmo ambiente – a residência da pessoa. Mas os dados obtidos mostram que estes desafios foram respondidos com o desenvolvimento de novas atitudes e habilidades, que permitiram superar as dificuldades e, hoje, a grande maioria dos profissionais se sente confortável com o modelo de trabalho remoto.

De acordo com a pesquisa, até março de 2019, somente 25% das empresas consideravam o trabalho remoto como uma alternativa integrada à sua estrutura e cultura. Antes da pandemia, apenas 26% enxergavam o Home Office como uma prática estratégica e real. Para 24% dos entrevistados, seria uma iniciativa aceitável para alguns cargos e posições (profissionais de vendas, por exemplo). 23% apontaram o trabalho remoto apenas como um saída para situações específicas, 14% admitiram que é um assunto presente nas reuniões de RH mas que nunca saiu do papel e 12% afirmaram que ele nunca foi considerado.

A pesquisa também questionou as empresas sobre as principais dificuldades enfrentadas pelo trabalho remoto. Os resultados mostraram que o grande desafio é coordenar e separar atividades domésticas e profissionais no mesmo espaço – foi o que responderam 44%. 42% colocaram a conexão caseira de internet como um problema. Para 40%, ruídos e interrupções caseiras são outro problema. 38% admitiram dificuldades para controlar seus horários de começar e encerrar o trabalho. 7% reclamaram das vídeos-conferências em outros idiomas, enquanto 2% têm dúvidas sobre o que vestir nestas reuniões virtuais.

O estudo detectou aprendizados interessantes dos profissionais que praticaram o Home Office, como adaptabilidade e paciência (18%), equilíbrio de vida pessoa/profissional (16%), organização e disciplina (16%), gestão do tempo (11%), abertura ao novo e criatividade (10%), empatia (6%), valorização dos relacionamentos (6%) e manter foco (6%). Ou seja: o trabalho remoto e o isolamento social também estimularam o desenvolvimento de novas atitudes em relação à adaptação e também o aprofundamento de habilidades específicas de organização e gestão, que são fatores bastante positivos gerados por esta situação inusitada.

Graças a esses aprendizados, algumas atividades que pareciam muito difíceis a princípio, acabaram e mostrando mais fáceis. Exemplos: comunicação de trabalho em equipe (25%), trabalhar em casa (19%), gestão do tempo pessoal/profissional (18%), não sair de casa (9%), manter o foco (8%), adaptação (8%) e isolamento (5%).

No balanço geral, apesar de ter demandado muita energia, o trabalho remoto vem gerando sentimentos majoritariamente positivos: Produtivo (52%), Protegido (47%), Cansado (45%), Focado (35%), Conectado (30%), Solitário (17%), Solidário (14%) e Receoso (13%). Entre os profissionais entrevistados, 58% afirmaram estar “muito confortáveis” com o trabalho remoto, contra 36% de pessoas “confortáveis” e apenas 6% “desconfortáveis”. Sobre a dificuldade de trabalhar com equipe remota, 91% classificaram essa atividade de “muito parecido com o normal”, “muito fácil”, ou “fácil”. Apenas 9% responderam “difícil”.

Apesar desses números, a pesquisa mostra que ainda existem arestas para serem aparadas. Perguntados sobre os desafios de trabalhar remotamente, os profissionais ouvidos afirmaram: socializar (68%), desenvolver confiança (33%), comunicar (28%), dar feedback (22%), manter a meta comum (22%), liderar (15%) e fazer amigos (14%). São desafios importantes ainda não resolvidos para a construção de equipes fortes e com boa performance.

Além disso, os profissionais apontam, para as empresas, diversos pontos de melhoria que devem ser considerados na continuidade do trabalho remoto: segurança de dados (79%),  comunicação efetiva (74%), maior foco em uma cultura humanizada e  colaborativa (70%), manter o engajamento dos trabalhadores (65%), receber/acolher os novos colaboradores (53%), repensar práticas organizacionais (52%), avaliação de performance (51%) e investir em ferramentas /treinamentos para o desenvolvimento humano (49%). Como se vê, uma das tendências mostradas nesses números é que a incorporação do modelo de trabalho remoto demandará maior foco das empresas no desenvolvimento de habilidades interpessoais, como comunicação e colaboração.

PROFISSIONAIS EXPATRIADOS

A população de transferidos cobertos pela pesquisa foi de 4.890 profissionais. Entre 2019 e 2020, houve uma significativa queda (16%) da população de profissionais transferidos. Essa queda foi gerada, em grande parte, pela forte redução no volume de estrangeiros transferidos para o Brasil, que caiu 49%. Esses números são um reflexo da pandemia, que reduziu a atratividade do Brasil como destino, tanto por questões de saúde quanto de expectativas econômicas. Também houve uma redução importante, de 37%, na quantidade de profissionais brasileiros enviados para trabalhar em empresas brasileiras fora do Brasil.

Entre os profissionais que foram transferidos para outro país, a maior parte (92%) mudou-se por um período superior a um ano. Transferências de curto prazo (de três a 12 meses) responderam por 79%; transferências definitivas, 69%; viagens de negócios estendidas, 34%; trainee ou estagiário internacional, 30%; rotação de posições, 20%; transferência temporária, 19%; pós-graduação ou graduação (5%).

As equipes de mobilidade geralmente fazem parte da área de remuneração e benefícios. 60% dos entrevistados trabalham nessa área. Eles percebem sua contribuição à empresa de forma diversa, ligada tanto ao negócio quanto diretamente aos indivíduos que atendem. Para a maioria dos entrevistados (34%), sua principal contribuição à empresa é o “Apoio ao negócio”.


SOBRE A WORLDWIDE ERC

A Worldwide ERC ocupa uma posição central na indústria de talento e mobilidade, que está em constante transformação visando apoiar as empresas em atividades críticas para operar e competir globalmente, como: recrutamento, desenvolvimento de equipes e a conexão de pessoas e habilidades de que as organizações precisam, onde e quando precisam. Desde 1964, a Worldwide ERC desenvolve uma dinâmica e inovadora comunidade de profissionais, capacitando profissionais de mobilidade através de conexões relevantes, informação imparcial e ideias e soluções inspiradoras. A empresa fica na área metropolitana de Washington, nos Estados Unidos.

SOBRE A GLOBAL LINE

A Global Line é uma empresa de treinamento e consultoria que atua nas áreas de diferenças culturais, trabalho em equipe, diversidade, neurocoaching e autoconhecimento. A companhia tem mais de 20 anos de experiência e sua sede fica em São Paulo (SP). Global Line atende cerca de 50 empresas por ano, treinando e capacitando até hoje 10.000 profissionais.

PRESS RELEASE COMPLETO:

Projeto “Women For The Ride” promove ação para doação de chocotones para crianças carentes

Logo do projeto “Women For The Ride”

O novo projeto “Women For The Ride”, criado pela Triumph Motorcycles, acaba de lançar sua segunda ação social. Desta vez, a ideia é doar chocotones às crianças carentes cadastradas na entidade Casa do Zezinho (https://casadozezinho.org.br). Além das mulheres que participam do “Women For The Ride”, qualquer pessoa pode participar desta iniciativa doando um ou mais chocotones. Eles devem ser entregues nas concessionárias Triumph de São Paulo (SP), até 5 de dezembro, nos seguintes endereços:

Concessionária Autostar
Av. Dr. Chucri Zaidan, 75

Concessionária Triple
Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 360 

SOBRE A CASA DO ZEZINHO

A Casa do Zezinho, desde sua fundação, tem sido um espaço de oportunidades de desenvolvimento para crianças e jovens que vivem em situação de alta vulnerabilidade social, fomentando o desenvolvimento humano para que dessa forma a sociedade se transforme em um lugar melhor. A casa tem como missão abrir as portas para crianças e jovens de baixa renda, garantindo sua educação e alimentação, de modo a romper as barreiras sociais e econômicas, criando condições para que eles possam sonhar com autonomia de pensamento e correr atrás de seus objetivos de vida.

SOBRE O “WOMEN FOR THE RIDE”

O projeto inovador “Women For The Ride”, lançado em setembro pela Triumph, tem como desafio atrair o público feminino para o universo do motociclismo – sejam elas motociclistas, garupas ou apenas fãs das duas rodas. Foi criado um Comitê Feminino dentro da Triumph que está à frente desta iniciativa. Este Comitê definiu três pilares fundamentais para o sucesso do projeto: “Produto”, “Social” e “Experiências e Treinamentos”. No pilar “Produto”, o time feminino sugeriu a criação de uma moto personalizada para marcar a criação do programa – em breve serão anunciadas outras novidades. Em “Experiências e Treinamentos”, o WFTR, em conjunto com o Triumph Riding Experience (TRX), está programando passeios e cursos exclusivos para as motociclistas. Já no pilar “Social”, o objetivo é engajar as mulheres em ações sociais.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

Triumph apresenta, globalmente, nova Tiger 850 Sport focada no uso na estrada

Nova Triumph Tiger 850 Sport: sem previsão paa vendas no mercado brasileiro.

A nova Tiger 850, apresentada ao público mundial na última terça-feira (17), é uma combinação perfeita entre seu exclusivo motor triplo 850, equipamentos e tecnologia de última geração – tudo desenvolvido sob medida para este novo modelo, para oferecer uma capacidade de condução ainda mais fácil no dia a dia. A nova moto foi criada a partir da plataforma da Tiger 900 de última geração, lançada recentemente no mercado brasileiro, com todo o equilíbrio dinâmico e o manuseio ágil pelo qual a Tiger é conhecida  e elogiada mundialmente. Ela foi projetada para oferecer uma capacidade de pilotagem de aventura ainda mais gerenciável, acessível e intuitiva, mas com foco na estrada. A Triumph informa que este modelo não tem previsão para ser vendido no mercado brasileiro.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO:

Como lidar com as diferenças individuais no ambiente corporativo?

Dicas para lidar com as diferenças no seu emprego

Mario Quintana (1906-1994), considerado um dos maiores poetas do século 20, disse uma vez que “A arte de viver é simplesmente a arte de conviver”. Simplesmente, disse ele. Mas, na vida real do dia a dia, como é difícil, especialmente quando conviver significa compreender e aceitar as diferenças dos outros – seja na sua vida corporativa, social ou amorosa.

O universo é dinâmico. Está o tempo todo em movimento e, assim como o homem, também a ele pertence esta dinâmica de adaptar-se às novas tendências. O movimento atual que vivemos é exatamente de inovação. Ou seja: alterar as estruturas consolidadas, gerar produtos de menor custo e de maior competitividade. Mas sem perder de foco o respeito às diferenças e à diversidade. Provavelmente, nunca se falou e se buscou tanto esse respeito à diversidade.

A “arte de conviver” exige um novo olhar, mais amoroso e tolerante, sobre o outro. É preciso, urgente, entender as tendências das relações entre os indivíduos na sociedade, favorecendo a inovação nas relações pessoais, mas sabendo, sobretudo, respeitar as diferenças individuais de cada um. Na riqueza das diferenças e das adversidades, encontram-se fundamentos do trabalho em equipe e do pensamento criativo, características que garantem a qualidade do desempenho e do convívio harmônico.

Um dos principais fatores conflitantes na relação individuo-instituição são as expressões emocionais. Esse sentimento pode ter diversas origens, mas no ambiente de equipe produz dificuldades para algumas pessoas atingirem seus objetivos pessoais e profissionais. O desafio está em lidar com as causas que geram insatisfações e fortalecer o espírito de equipe. É necessário que se estabeleça uma linguagem adequada na comunicação e no comportamento ético, para que o ambiente se torne sadio.

Um exemplo concreto: um determinado componente da equipe vê na realização de uma tarefa uma oportunidade de inovação e crescimento pessoal do grupo. Já outro membro pode ver esta pessoa querendo se projetar de forma pessoal. Estes diferentes pensamentos podem levar a inibir o convívio saudável de ambos, pois estas diferentes versões podem ocasionar posicionamentos rígidos diante de uma questão qualquer no futuro. O respeito à individualidade começa quando os membros de cada time conhecem as características de cada colega. Cada integrante, embora diferente, tem sempre algo a contribuir para o sucesso do grupo. 

Em qualquer grupo, ou departamento dentro de uma corporação, sempre haverá diferenças na forma de pensar. Cabe, portanto, a cada integrante ter a sabedoria e o bom-senso de entender os valores, características e diferença de cada companheiro. É isso que vai ajudar a criar a necessária sinergia para a equipe desenvolver um bom trabalho.

Com tantas mudanças adquiridas com as novas tendências da tecnologia, estamos sendo exigidos cada vez mais no que diz respeito ao nosso modo de pensar e até de trabalhar. Se adaptar é indispensável, não só às pessoas, mas também à evolução do trabalho. Cada vez mais, precisamos inovar nas relações humanas, devemos criar sistemas que estimulem a alta produtividade e desenvolver ambientes de trabalho mais sadios.

No livro “As Emoções das Pessoas Normais”, de William Moulton Marston (1893-1947), é apresentado um guia de referência, prático e de alta qualidade, para as pessoas que desejam aprender mais sobre si mesmas e sobre as relações humanas. É uma espécie de “bíblia” deste setor, seguido e elogiado por profissionais do mundo todo. Marston dedicou-se ao ensino e consultoria em psicologia. Ele via as pessoas comportando-se em dois eixos, ativa ou passivamente, dependendo de o indivíduo perceber o ambiente como antagônico ou favorável.

Uma situação ganha-ganha na arte de conviver é reconhecer as diferenças individuais existentes. Só assim obtemos o comprometimento dos demais e conquistamos a confiança mútua para o objetivo comum. Para entender isso, é necessário que o seu autoconhecimento e o seu autodesenvolvimento sejam suficientes para avaliar o seu próprio perfil e a forma como cada um funciona.

Você já deve ter ouvido essa frase: “Minha liberdade termina quando começa a liberdade do outro”. Em outras palavras, a partir do momento que eu passo a me conhecer melhor e também a entender como funciona o outro, as relações ficam mais harmoniosas, e a liberdade de cada um passa a ser mais respeitada. A mudança inovadora nas relações começa por este conceito

Triumph lança simulador online para o consumidor planejar a compra da sua moto pelo Triumph Smart

Triumph Tiger 900; opção também disponpivel no Triumph Smart.

A Triumph colocou no ar, nesta semana, um simulador do Triumph Smart, o plano de financiamento da montadora que está disponível para todas as suas motos. Esse simulador nada mais é do que uma complexa calculadora financeira, bem completa, na qual qualquer consumidor poderá efetuar uma consulta em poucos minutos com muita facilidade. O público poderá acessar o simulador neste link: www.triumphsmart.com.br.

O uso do simulador é bastante simples. O cliente define a motocicleta que deseja comprar e, em seguida, de acordo com as regras do Triumph Smart, indica quando gostaria de pagar de entrada (entre 30% e 50%). A partir desta informação, o simulador já mostrará o valor das 23 prestações fixas mensais e também da parcela residual final. Caso o cliente prefira reduzir as prestações, por exemplo, mantendo a entrada definida inicialmente, bastará reduzir para o valor desejado e automaticamente a parcela residual final será aumentada para compensar. Também é possível reduzir a parcela final, aumentando a entrada ou as prestações, por exemplo. É possível fazer inúmeras simulações, portanto.

“Tudo isso tem como objetivo mostrar, com transparência, que uma motocicleta Triumph pode ‘caber no bolso’ de qualquer pessoa, e também proporcionar o ‘easy life’
para esses futuros clientes”, explica Renato Fabrini, General Manager da Triumph no Brasil. “Outro objetivo é facilitar o contato entre estas pessoas interessadas e a Concessionária. No momento que o interessado escolhe seu plano, o Concessionário recebe um email com as informações e um resumo do financiamento definido e, assim, pode entrar em contato direto com a pessoa e continuar o atendimento”, acrescenta o executivo.

O simulador tem outras praticidades que tornarão muito mais fácil para o público Triumph efetuar sua compra da nova motocicleta. Além da simulação do financiamento da motocicleta, o sistema também permite incluir nos cálculos, se desejar, acessórios, Garantia Estendida e uma ou duas revisões (como preferir). “Oferecemos para o interessado uma experiência simples e, ao mesmo tempo, completa na escolha de um dos nossos produtos. Além de fazer o cálculo, o interessado poderá fazer sua configuração, incluindo acessórios e os serviços que mais fazem sentido dentro do seu plano Triumph Smart”, conclui André Molnár, Gerente de Marketing da Triumph no Brasil. Portanto, ao término da consulta, o possível cliente terá uma proposta completa de quanto custará exatamente a sua moto, qual será o valor da entrada, das prestações mensais e a residual final – além dos complementos que escolher e de quanto eles representam no custo final da moto.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:

FOTOS EM ALTA RESOLULÃO:

Campanha “Be Classic” oferece motos clássicas da Triumph com taxa zero no financiamento

Triumph Bobber Black: em promoção com taxa zero de juros em novembro.

Nunca foi tão fácil comprar uma motocicleta clássica da Triumph como agora. Em novembro, os modelos Street Twin, Speed Twin, Bobber Black e Street Scrambler estão sendo vendidos com taxa zero de juros pelo financiamento do Triumph Smart (o plano de financiamento criado pela fabricante inglesa), e com prestações a partir de R$ 399,00 que realmente cabem no bolso do consumidor. Todas as motocicletas são ano/modelo 20/20.

A compra desses modelos pelo Triumph Smart traz outras vantagens que tornam ainda mais acessível a compra das motocicletas,  como valorização de até R$ 2.500,00 na sua moto seminova e recompra garantida no futuro pela Concessionária. O cliente também tem a possibilidade de incluir acessórios, revisões e a Garantia Estendida no financiamento.

As motocicletas de 900 cc têm parcelas mensais a partir de R$ 399,00, enquanto os modelos de 1200 cc oferecem parcelas a partir de R$ 445,00. Confira abaixo:

A Street Scrambler 900, com preço de R$ 47.990,00, pode ser comprada com entrada de R$ 25.291,00 (52,7%), 23 parcelas de fixas de R$ 399,00 e uma parcela residual no final do contrato no valor de R$ 14.839,92. O modelo mais acessível desta promoção é a Street Twin, também com motor de 900 cc e campeã de vendas do seu segmento, que custa R$ 43.990,00, e pode ser comprada com entrada de R$ 23.182,73 (52,7%), 23 prestações fixas mensais de R$ 399,00 e uma parcela residual final de R$ 12.609,59.

Outra opção é a Speed Twin, com 1.200 cc, com preço de R$ 52.550, disponível com entrada de R$ 27.694,00 (52,7%), 23 parcelas de R$ 425,00 e uma parcela residual final de R$ 16.171,43. Já a Bobber Black, também com 1.200 cc, que vale R$ 54.500,00, sai por R$ 28.721,50 (52,7%) de entrada, 23 prestações de R$ 445,00 e uma parcela residual final de R$ 16.533,54.

No Triumph Smart, o cliente pode aproveitar o benefício da Recompra Garantida, na qual a Rede de Concessionários Triumph garante a recompra daquela moto usada por até 80% da tabela Fipe. Assim, este valor quita a parcela residual final e ainda permite ao consumidor, com o valor recebido pela sua motocicleta seminova, iniciar um novo ciclo com a Triumph. Dessa maneira, o cliente sempre terá uma motocicleta nova, dentro da garantia – o que proporciona mais segurança para o consumidor, iniciando um novo Triumph Smart.

TRIUMPH CUSTOM MADE

Além da campanha promocional, a Triumph também lançou em novembro o seu projeto de customização, chamado “Triumph Custom Made” (TCM). A edição especial da Street Scrambler está sendo lançada com preço de R$ 51.190,00 (a versão normal sai por R$ 47.990,00), enquanto a Speed Twin TCM sai por R$ 55.550,00 (R$ 52.550,00 custa a moto original). A série é limitada, com apenas 40 unidades disponíveis. Cada concessionário Triumph tem apenas um modelo de cada moto em sua loja. Os interessados em comprar um desses modelos devem ser rápidos, pois a ação é muito exclusiva.

MOTOR DE 900 CC

Dos quatro modelos que integram esta promoção, dois são equipados com o eficiente propulsor de 900 cc: a Street e a Street Scrambler. No ano passado, esse motor Triumph foi aprimorado, ganhando uma série de melhorias – o aumento de potência e o consequente melhor desempenho da moto são os destaques dessas inovações. O motor de 900 cc de Alto Torque da família Bonneville teve sua potência elevada em 10 cv, passando para 65 cv, o que representa um impressionante aumento de 18% em relação à versão anterior. Este desenvolvimento também forneceu maiores rotações, de 500 rpm a 7.500 rpm, ao rodar com a moto. Isso, combinado com seu renomado pico de torque, de 80 Nm, fornecido a 3.800 rpm, e seus imponentes silenciadores duplos elevados, proporciona o inconfundível ronco de uma típica British Twin e uma pilotagem empolgante e responsiva para a Street Twin e também para a Street Scramber.

MOTOR DE 1200 CC

As outras duas motos que estão em oferta na campanha “Be Classic” são equipadas com o poderoso motor de 1.200 cc da Triumph, que recebe diferentes “         calibragens” para cada modelo, em razão do estilo de pilotagem de cada moto. A personalidade roadster moderna, por exemplo, ganha vida na Speed Twin com esse propulsor. Ele recebeu diversas modificações. Juntas, essas atualizações oferecem uma economia de peso de 2,5 kg e potência de pico de 97 cv (a 6.750 rpm). Além disso, o motor da Speed ​​Twin também oferece um forte pico de torque de 112 Nm (a 4.950 rpm).

Na Bobber Black, este aclamado motor, com intervalo de acionamento de 270° e um ronco Bobber exclusivo, fornece torque líder da categoria para uma pilotagem hot rod empolgante e uma nota de escapamento forte. São 106 Nm de torque (a 4.000 rpm) e 77 cv de potência (a 6.100 rpm). O propulsor ganhou uma afinação típica “Bobber”, o que significa uma dose maior de torque e potência em baixas rotações.

TECNOLOGIAS E ACABAMENTOS

As clássicas da Triumph são equipadas com a tecnologia mais avançada que existe no mercado mundial de motocicletas. Apenas o seu visual é retrô. Todas elas possuem um conjunto de equipamentos de última geração, focados no piloto, que oferecem segurança, conforto e requinte, incluindo controle de tração, sistema de freios ABS, iluminação em LED, modos de pilotagem para diferentes situações que podem ser programados pelo usuário e embreagem com auxílio de torque proporcionando um toque mais leve e uma pilotagem mais fácil e mais confortável durante longas distâncias. Além disso, todos os modelos possuem a elegância tradicional do legítimo design inglês. Os quatro modelos foram desenvolvidos para serem customizados – isso significa que as Concessionárias oferecem uma infinidade de opções para o cliente deixar a sua clássica com a sua personalidade.

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 18 Concessionárias no Brasil nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Vitória (ES), Várzea Grande (MT), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A Triumph possui o portfólio mais completo do mercado entre as marcas premium, oferecendo três pilares principais de produtos: Clássica, Adventure e Roadster. Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 2,1 bilhões e suas vendas no varejo superam as 63.400 unidades anuais, com produção acima de 67.000 motos por ano. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.

PRESS RELEASE COMPLETO:

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO: